Sem dúvidas, algumas práticas podem ser extremamente perigosas para a saúde do ser humano. Por esse motivo, é muito importante que a pessoa se previna quando for manter relações íntimas com alguém. Tendo como exemplo as doenças sexualmente transmissíveis, as chamadas (DSTs). Todas as pessoas sabem que os métodos contraceptivos são essenciais para evitar que algo grave aconteça, pois ambos que estão mantendo relações podem contrair algum tipo de vírus. O índice de contaminados por doenças sexualmente transmissíveis é muito maior do que muitas pessoas imaginam.

Alguns vírus podem ser mais agressivos do que outris, especialmente o HIV [VIDEO].

Esse vírus é extremamente agressivo e até hoje os especialistas não encontraram uma cura. No entanto, pode ser tratado e evitado quando os companheiros colocam em prática os métodos contraceptivos e tomam a medicação correta.

Existem alguns Sintomas que são importantes para descobrir se há algo de errado com seu organismo caso chegue a se infectar com o vírus. Contudo, existem casos de pessoas que só foram descobrir que contraíram o vírus após cerca de 8 a 10 anos. Confira quais são estes sintomas:

Febre e tosse

Um dos principais sintomas típicos do vírus a surgir nesse caso são tosse seca e inflamação nos gânglios, causando um enorme desconforto, consequentemente, incômodo na região, algumas dores intensas por todo corpo, principalmente nas articulações, febre alta, fadiga e falta de ânimo para realizar algum tipo de atividade que exija esforço físico.

De acordo com a infecção, a pele costuma ficar bastante vermelha e irritada, e a pessoa passar a ter diarreia por tempo indeterminado. Contudo, ficar sem energia para realizar algumas atividades passa a fazer parte da vida de uma pessoa infectada pelo vírus HIV.

Como saber identificar?

Não é uma tarefa muito difícil saber se a pessoa está infectada. Basta procurar um consultório médico e contar para o especialista todos os sintomas que está sentindo, ou se praticou algo de risco, como manter relações íntimas sem preservativos ou ter compartilhado seringas. Dessa forma, o médico poderá saber qual exame adequado para analisar melhor o paciente.

Vale lembrar que qualquer após qualquer tipo de sintoma, é necessário que vá ao médico para diagnosticar o que está acontecendo. Como o vírus é capaz de ficar latente por anos, é importante agir o mais rápido possível quando ele se apresentar.