Somente as mulheres sabem o quão terrível é encarar um banheiro público. Para os homens, basta liberar o xixi de longe e tchau. Tenha certeza que uma Mulher só usará um banheiro público porque realmente não aguenta mais segurar e naquele exato momento não lhe sobra outra opção.

A maioria evita sentar-se no sanitário. Afinal, várias pessoas estranhas sentam ali também e não tem como saber qual tem doença transmissível ou não e ninguém quer correr o risco de contrair alguma bactéria.

Por ter muito acesso diário, o banheiro público fica sujo rapidamente. Uma das opções encontradas pelas mulheres é forrar o sanitário com papel higiênico quando há a necessidade de sentar.

Isso dá a falsa sensação de que ajudará a não contrair bactérias e engana-se quem ainda pensa assim.

A privada é feita com material sintético e liso [VIDEO] para justamente fazer com que germes e bactérias morram mais rápido. Ao colocar papel higiênico em volta do vaso sanitário, atrairá muito mais bactérias do que sem ele, porque o papel tem textura onde os germes conseguem se fixar.

A cada descarga dada, são milhões de coliformes fecais que se dissipam pelo ambiente e o primeiro local que procuram para se alojar são superfícies não lisas, ou seja, o papel higiênico é um local perfeito, além de toalhas e outros materiais que possam se fixar. Com toda certeza esses objetos estarão ainda mais contaminados pelos germes e bactérias do que o sanitário [VIDEO].

Por ter um formato anatômico, o vaso consegue concentrar os vermes nos locais que tenha água, e o contato da mulher ao sentar na privada não chega até a água.

Diversos países, de diferentes culturas que se diferenciam da brasileira têm um formato de vazo sanitário padrão, bem semelhantes uns aos outros,.

Eles desenvolvidos especificamente para atender as pessoas, seja em sua residência, trabalho ou local público, para que se sintam seguras e não contraiam qualquer doença. É de fundamental importância fechar a tampa da privada toda vez que for dar descarga, pois, assim, evita a proliferação de bactérias e germes no ambiente, deixando o papel higiênico e toalhas menos sujas.

Não existe a multiplicação de germes quando ele está no ar. Apenas se multiplicará quando conseguir um local que possa se fixar, assim como no papel higiênico. O perigo maior é quando se pega no papel higiênico e, antes de lavar as mãos, leva-as ao rosto. Aí, sim, estará sujeito a contrair milhares de bactérias.

Em locais onde podem ter concentração de germes e bactérias devem ser evitadas a exposição de papéis higiênicos e toalhas. Não se esqueça de que a maçaneta da porta e a torneira onde lavará as mãos também estão contaminados.

Ou seja, não adiantará lavar as mãos e depois secar em tolhas expostas e abrir a porta.

Após fazer essas coisas toda, use álcool em gel. Um pequeno potinho dentro da sua bolsa com essa substância pode lhe salvar de doenças diversas. Os banheiros mais sofisticados têm torneira que liga e desliga através do sensor, assim como os secadores de mão. Se o local for não sofisticado assim, não se esqueça do álcool em gel.