Não é novidade para ninguém que fumar traz inúmeros malefícios a Saúde física como um todo. Apesar disso, mais de 20 milhões de brasileiros fumam regularmente. Este número representa cerca de 2% dos usuários maiores de 18 anos de tabaco no mundo todo.

Desta forma, o Brasil encontra-se atualmente no 8 ° lugar no ranking mundial de países com o maior número de fumantes. Caso estes números ainda não tenham impressionado você, uma outra estimativa, realizada pela Organização Mundial de Saúde (OMS), demonstra que, até 2020, cerca de 7,5 milhões de indivíduos terão morrido em decorrência de enfermidades causadas pelo uso do tabaco.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Saúde

Caso você fume e esteja pensando em largar este hábito nada saudável, já deve ter percebido que esta tarefa não é nada fácil. Abaixo, porém, você encontrará alguns motivos bastante fortes para deixar o cigarro:

O tabaco é uma das principais causas de doenças e mortes no mundo

Segundo estimativas da OMS, o cigarro é responsável por quase metade das mortes de seus usuários, sobretudo aqueles que fumam durante anos.

Cristiano Guedes Duque, oncologista no Grupo Oncoclínicas adverta que a recomendação médica é taxativa: se quiser evitar algumas formas de câncer, entre outras doenças de difícil tratamento, não fume e não utilize tabaco sob nenhuma outra forma.

O consumo ocasional do tabaco também traz consequências

Seja você um fumante regular ou ocasional, saiba que o consumo de nicotina sempre trará malefícios à saúde. Esta substância, definida pelos médicos como psicoativa - termo utilizado para designar substâncias que modificam a ação dos neurotransmissores cerebrais - pode causar alterações comportamentais e emocionais mesmo em fumantes ocasionais. Portanto, fumar somente aos fins de semana ou em eventos sociais também pode ter consequências relevantes ao corpo.

Fumar pode afetar saúde das crianças

Fumar na presença de crianças não somente é um mal exemplo como pode desencadear diversas doenças nas mesmas, que acabam tornando-se aquilo que os médicos chamam de ''fumantes passivos'', devido ao fato de inalarem as substâncias presentes no cigarro, mesmo sem fazer uso do mesmo.

Entre as doenças mais comuns causadas às crianças que ficam expostas aos fumantes estão: bronquite, pneumonia, infecções de ouvido, além da piora de quadros de asma e uma maior possibilidade de desenvolver doenças cardiovasculares na vida adulta.

Saúde começa a melhorar apenas 20 minutos após parar de fumar

Ainda segundo Cristiano Guedes Duque, os fumantes possuem cerca de 20 vezes mais risco de acabarem desenvolvendo câncer de pulmão. Por essa razão, parar de fumar pode salvar sua vida. O risco não é somente de câncer. Estudos comprovam que, apenas 20 minutos após a interrupção do uso do cigarro, a frequência cardíaca se normaliza, a pressão arterial abaixa e a temperatura das mãos e pés se estabiliza.

Após apenas três semanas a circulação sanguínea está completamente normalizada e, após 5 ou 10 anos, o risco de infarto passa a ser o mesmo de quem nunca fumou. Além disso, quem deixa de fumar corre menos risco de sofrer de ansiedade e de calvície. Ou seja, faz bem para a saúde e também para a auto-estima.