O risco de desenvolver hipertensão tende a aumentar com o passar da idade, mas, segundo os especialistas, praticar algum tipo de exercício físico pode fazer uma enorme diferença no controle ou prevenção.

Não existe a necessidade de entrar em uma academia [VIDEO]. Pode-se começar devagar e depois ir aumentando as atividades físicas em sua rotina diária.

Exercícios coutra pressão alta

  • Natação

A natação é um dos exercícios físicos conhecidos como sendo uma forma excelente e de baixo impacto físico, para exercícios cardiovasculares, que é acessível para a maioria das pessoas.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Saúde

Um estudo que foi publicado no American Journal of Cardiology demostrou que a natação ajudou a reduzir a pressão arterial sistólica em uma média de 9 pontos em pessoas de 60 anos de idade que participaram da natação pelo menos 3 a 4 vezes por semana por um período de 12 semanas.

  • Ciclismo

Um simples passeio de bicicleta de 30 a 35 minutos diário pode estimular seu coração e aumentar sua Saúde cardiovascular.

Além disso, rotinas Fitness que combinem exercícios aeróbicos, como o ciclismo, com o treinamento de resistência, incluindo o levantamento de pesos, tendem a trazer benefícios para pessoas que lutam contra a hipertensão.

A American Heart Association revisou dois estudos que foram publicados simultaneamente, que examinam os efeitos que o ciclismo tem na saúde do coração.

Um dos estudos analisou 45 mil adultos dinamarqueses com idades entre 50 e 65, e que praticavam o ciclismo como parte de suas rotinas diárias, tanto para se deslocar quanto para recreação. Em 20 anos de acompanhamento, os pesquisadores relataram que as pessoas que praticavam o ciclismo regularmente, tiveram cerca de 11 a 18% menos ataques cardíacos, em comparação com aqueles que nunca usavam a bicicleta para ir ao trabalho ou se divertir.

  • Caminhada

Um estudo publicado na revista Arteriosclerosis, Thrombosis, and Vascular Biology analisou os benefícios que a caminhada pode ter sobre a saúde do coração.

Ao analisarem os dados de 33.060 corredores no National Runners 'Health Study e 15.045 andantes no National Walkers' Health Study, os pesquisadores chegaram à conclusão de que a mesma quantidade de energia gasta por um indivíduo em uma corrida, é a mesma que se gasta ao andar. E que a caminhada resultou em reduções similares na pressão alta, riscos de diabetes e colesterol alto.

Além disso, eles acrescentaram que o exercício praticado em grupo, é especialmente benéfico [VIDEO].