A Campanha de Vacinação contra pólio e sarampo, que deveria ter sido encerrada na última sexta-feira, 31 de agosto, teve seu prazo prorrogado até 14 de setembro. No entanto, segundo informações do Ministério da Saúde [VIDEO], a prorrogação acontecerá somente nos estados que não conseguiram atingir o número estabelecido pela campanha, que seria vacinar 95% das crianças de 1 a 5 anos.

A campanha de Vacinação contra pólio e sarampo foi prorrogada apenas em alguns estados

Como dito anteriormente, apenas alguns estados, que não atingiram a meta estabelecida pelo Ministério da Saúde, terão o prazo da campanha prorrogado, confira abaixo a relação desses estados e seus respectivos números:

  • Rio de Janeiro, (67,6% na pólio e 68,83% no sarampo);
  • Roraima, (72,52% na pólio e 72,26% no sarampo);
  • Pará, (81,28% na pólio e 81,25% no sarampo);
  • Piauí, (82,14% na pólio e 81,87% no sarampo);
  • Distrito Federal, (82,83% na pólio e 82,35% no sarampo);
  • Acre, (83,33% na pólio e 83,45% no sarampo);
  • Bahia, (85,1% na pólio e 84,58% no sarampo);
  • Rio Grande do Sul, (85,94% na pólio e 85,62% no sarampo);
  • São Paulo, (86,08% na pólio e 85,23% no sarampo);
  • Alagoas, (86,91% na pólio e 86,88% no sarampo);
  • Rio Grande do Norte, (87,53% na pólio e 86,95% no sarampo);
  • e Amazonas, (87,66% na pólio e 92,41% no sarampo).

Os estados Amapá, Santa Catarina, Pernambuco, Rondônia, Espírito Santo, Sergipe e Maranhão conseguiram atingir a meta e com isso o prazo da campanha não foi estendido.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Ciência

Motivos e importância da campanha de Vacinação contra pólio e sarampo

Vale reforçar, para os moradores desses estados, que até o dia 28 de agosto, foram confirmados 1.553 casos de sarampo e cerca de 6.975 casos ainda estão sob investigação.

O país registrou até o momento, dois surtos da doença em andamento: no Amazonas com 1.211 casos confirmados e 6.905 em investigação, e em Roraima, com 300 casos confirmados e 70 em investigação. Os números são realmente alarmantes e o pedido é para que os responsáveis levem suas crianças aos postos de saúde.

O sarampo é uma doença altamente contagiosa já que a transmissão se dá de pessoa para pessoa, através da tosse e secreções contaminadas. Alguns dos sintomas mais comuns estão: corrimento no nariz, manchas brancas na parte interna das bochechas, irritação nos olhos, mal estar e manchas vermelhas na pele. A doença também pode apresentar sintomas mais fortes como: febre alta e convulsões, pneumonia, diarreia, infecções nos ouvidos, perda de apetite e até conjuntivite. Infelizmente, nos casos mais severos da doença, o paciente pode apresentar infecções no encéfalo e lesão cerebral.

Não há um tratamento específico para o sarampo, por isso a prevenção através da vacina é fundamental. Nos casos mais leves o médico indicará a ingestão de muito líquido e controle da febre para evitar complicações e nos casos mais severos a Vitamina A pode ser administrada.