No intuito de perder peso, muitas pessoas mudam seus hábitos por conta própria. O fato é que nem tudo que se ouve por aí realmente faz sentido e muitas vezes, pode até fazer a pessoa ganhar peso. [VIDEO]

Confira abaixo, alguns ensinamentos populares que definitivamente, não ajudam no emagrecimento.

Comer de três em três horas

A digestão queima as calorias de forma natural. Deixar a barriga vazia não ajuda nesse processo realizado pelo organismo naturalmente.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Saúde

Sendo assim, ninguém ficaria faminto às principais refeições, e isso que resultaria em pratos menos calóricos e com menor quantidade. Mas sabe-se que não é bem assim a história.

Cientistas americanos, no ano de 2015, analisaram 15 estudos sobre o impacto que é comer de forma fracionada no período de emagrecimento. O gasto calórico que é gerado através da digestão é muito pequeno. Ou seja, quando as pessoas realizam vários lanches intermediários, elas se alimentam mais e até mesmo sem sentir fome. No final de tudo, muitos acabam comendo mais do que antes de iniciar a Dieta.

Muitas pessoas acham trabalhoso levar snacks para onde vão e acabam deixando para lá todo o plano alimentar que foi indicado. Comer de três em três horas não é um absurdo, o que não pode é deixar isso virar uma prisão "engordativa". O importante é compreender o sinal da fome.

Cortar o carboidrato para emagrecer

Muita calma nessa hora! Não é necessário abolir um nutriente para perder peso. A verdade é que os carboidratos são de suma importância no percurso ao emagrecimento.

Um subproduto que provém de sua própria digestão é de fundamental importância para a quebra de gorduras.

Sem carboidrato, o corpo por si só recorre a substratos energéticos que estão na massa muscular, formada pelo próprio corpo. O resultado disso é que o ponteiro da balança cairá sim, mas você está simplesmente extraindo os músculos e não a barriga.

A perda de massa magra não é nada vantajoso para quem quer emagrecer pois ela só promoverá a queima das calorias, até mesmo quando você tiver descansando. Uma musculatura fraca, desacelerará todo esse processo.

Investir em alimentos diet e light

Vale ressaltar que nos alimentos diet, um nutriente é retirado da fórmula e esse nutriente geralmente é o açúcar. O light tem uma queda de 25% de um desses componentes. É ótimo. Só parece, pois na prática, alguns desses itens sobrecarregam outras substâncias, como por exemplo, as gorduras.

Por exemplo, um chocolate diet, pode até estar na receita que não contém açúcar, mas ainda assim continua sendo muito gorduroso e acredite, na maior parte das vezes, acaba sendo muito mais calórico do que o chocolate convencional.

A Universidade Federal de Santa Catarina realizou uma pesquisa e chegou a conclusão de que a maioria desses produtos diet e light exageram na quantidade do sódio, mineral que faz a pressão arterial subir. Por isso, ler os rótulos e comparar os alimentos é muito importante.

Permita-se a momentos de prazer, isso facilitará ao novo estilo de vida que optou. Para atingir o peso que almeja, é necessário pensar que os exercícios, o sono, o estresse também fazem parte para se obter uma vida saudável e não somente a alimentação.