Nos dias agitados de hoje, onde 24 horas não são suficientes para realizar todas as tarefas que nos são impostas, ficar ansioso não parece ser algo fora do normal. Porém quando a ansiedade aumenta ela pode transformar-se em Síndrome do pânico [VIDEO] e é aí que as coisas se complicam.

De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde) [VIDEO] 280 milhões de pessoas sofrem com a Síndrome do pânico [VIDEO] no mundo. As pessoas afetadas pela síndrome também são mais suscetíveis a desenvolver outros transtornos mentais.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Ciência

O que é síndrome do pânico, sintomas e duração

Síndrome do pânico ou também conhecido como transtorno do pânico, é caracterizado por um medo intenso sem motivo aparente seguido de sintomas físicos como um mal-estar que aumenta de forma brusca atingindo seu ápice em até 5 minutos, onde o indivíduo acredita estar prestes a enlouquecer, infartar ou morrer.

A duração de uma crise de pânico pode variar de 10 a 20 minutos e os sintomas principais são: coração acelerado, sentimento de medo intenso, sensação de desmaio ou tontura, tremores, náuseas, sudorese, dificuldade para respirar, ondas de calor, dores abdominais, entre outros.

A síndrome é mais comum entre os 15 e 30 anos e as mulheres são mais propensas a desenvolverem o transtorno.O transtorno pode durar meses ou anos, o mesmo deve ser tratado pois afeta significativamente a qualidade de vida da pessoa que sofre desta condição. Aprender a lidar com as crises é essencial para driblar esta síndrome.

Diagnóstico e tratamento da síndrome do pânico

O diagnóstico da síndrome é feita pelo médico e seu tratamento inclui psicoterapia e medicamentos para controlar a ansiedade. Meditação e a prática de atividades físicas regularmente também podem reduzir a chance de novas crises.

Porém existem algumas técnicas que podem ser utilizadas nos momentos de crise para diminuir a intensidade das mesmas, como por exemplo a respiração diafragmática que consiste em inspirar pelo nariz e direcionar o ar para a sua barriga durante 4 segundos de forma que ela se expanda. Soltar o ar lentamente pela boca durante 6 segundos. Repetir até que os sintomas provocados pela crise melhorem.

A síndrome do pânico é algo que afeta muito a qualidade de vida de uma pessoa e deve ser tratada logo no início para evitar que o transtorno piore. Qualquer pessoa pode ter uma crise ao longo da vida e saber como agir nesta situação pode ser o segredo para enfrentar este mal que afeta tantas pessoas ao redor do mundo.

.