Os cientistas James P. Allison e Tasuku Honjo receberam nessa segunda-feira (1°) o Nobel de Medicina e irão dividir o prêmio.

Na pesquisa, os imunologistas [VIDEO]descobriram células do sistema imunológico que podem atuar no tratamento contra o câncer. James Allison é professor e presidente do Centro de Câncer, da Universidade do Texas, Estados Unidos. Ele estudou uma proteína que trabalha como um freio para o sistema imunológico, eliminando esse freio as células de defesa do próprio corpo podem atacar os tumores [VIDEO].

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Curiosidades

Enquanto isso, Tasuku Honjo, da Universidade de Kyoto, Japão, descobriu outra proteína presente nas células do sistema imunológico, que também age como um freio do sistema imunológico, mas com um mecanismo de ação diferente da proteína encontrada pelo pesquisador Allison.

A pesquisa consiste em remover o disfarce do tumor de maneira que o próprio organismo o identifique e lute contra a doença. Segundo o oncologista Fernando Maluf, da Beneficência Portuguesa de São Paulo, em declarações ao portal G1, o tumor provoca uma espécie de paralisia dos linfócitos T, responsável pela defesa do nosso organismo, o que os pesquisadores fizeram foi utilizar uma droga que desbloqueia o sistema imunológico permitindo com que as células de defesa ataquem o tumor mais eficazmente.

Com as descobertas feitas por esses pesquisadores, será possível combinar essas duas terapias, gerando uma melhor resposta no tratamento contra o câncer.

Como um câncer se desenvolve

Constantemente, nossas células são substituídas por novas células. Esse processo ocorre mais rápido quando mais jovens, com o passar do tempo, as células normais se dividem apenas para substituir células velhas, mortas ou para reparar danos.

O câncer tem início quando essas células passam a se dividir de maneira desconforme, ou seja, fora do controle, pois, ao invés de morrer como acontece com as células normais, as células cancerosas continuam a crescer formando novas células com anomalias.

Isso ocorre devido a uma falha no DNA responsável pelas instruções genéticas nas células. Uma das causas na falha do DNA estão no tabagismo, exposição ao sol ou até mesmo herdados de nossos pais.

Quando essas células cancerosas entram na corrente sanguínea ou nos vasos linfáticos se espalham pelo corpo e começam a crescer e formar novos tumores, nesse caso chamamos de metástase.

Os tratamentos contra o câncer vão desde cirurgias, radioterapias e uso de quimioterápicos. A descoberta dos imunologistas premiados com o Nobel pode tornar o tratamento mais eficiente e menos doloroso.