Uma transfusão de cerveja feita diretamente no estômago, salvou a vida do vietnamita Nguyen Van Nhat, vítima de uma grave intoxicação alcoólica. Foram transfundidos 15 latas de cervejas, ou seja, 5 litros do líquido até que o paciente retomasse a consciência. O caso ocorreu no Hospital Geral no centro da província vietnamita de Quang Tri.

O responsável pela UTI do hospital disse que a taxa de metanol/sangue do homem era 1.119 vezes maior que o limite adequado.

O estrago era tanto que ele chegou desacordado ao hospital.

Segundo o médico responsável pelo procedimento, mesmo muito tempo depois que uma pessoa para de ingerir álcool o nosso corpo ainda continua liberando-o na corrente sanguínea e mesmo inconsciente a taxa permanece subindo.

Ele disse ainda que o álcool dividi-se em dois tipo, etanol e o metanol, mas o nosso fígado processa primeiro o etanol, que é o que compõe a cerveja.

Van Nhat ficou inconsciente porque depois que o metanol oxidou-se em seu sangue, transformou-se em formaldeído e após isso virou ácido fórmico. Para evitar a formação deste último composto, que é tóxico, altamente irritante, pode causar vômito com sangue, dores no abdômen, diarreia e podendo inclusive ser fatal, os médicos introduziram a cerveja para que o fígado voltasse a se ocupar da primeira fase de digestão, enquanto os médicos faziam a diálise para salvar a vida do paciente, ou seja a filtragem artificial do sangue, já que os rins estava seriamente comprometidos.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Educação Ciência

O médico alemão, Hans-Jörg Busch, disse que essa técnica não é comum, porém a teoria é conhecida da medicina, que fala em fazer transfusão com álcool, não especificamente cerveja. Porém, na falta dele é viável e o procedimento deve iniciar o mais rápido possível para tentar salvar a vida do paciente.

Álcool é a principal causa de mortes de jovens no mundo

Dados da OMS dizem que em torno de 2,5 milhões de pessoas morrem todos os anos no mundo graças ao alto consumo de álcool.

Número que equivale a 4% de todas as mortes no mundo. Matando mais que doenças como a AIDS e a tuberculose.

Além das mortes por intoxicação, existem as causadas indiretamente pela droga, como homicídios, suicídios e acidentes automobilísticos por exemplo. O estudo revelou ainda que a maioria das mortes de jovens entre 16 e 20 anos são causadas por acidentes de trânsito ligado ao consumo de álcool.

Nos EUA, os álcool mata mais que todas as drogas ilegais juntas, como maconha, cocaína e heroína.

No Brasil, a venda deste tipo de droga para menores de idade pode acarretar em prisão de 2 a 4 anos e multa de 10 mil reais.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo