Na noite da última quinta-feira (19) foi confirmado o primeiro caso de coronavírus no estado do Mato Grosso, após o Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) realizar uma nova análise de um caso que estava localizado em Cuiabá. A Secretaria Estadual de Saúde (SES) agora está monitorando 58 casos suspeitos de coronavírus no Mato Grosso.

No dia 16 de março o paciente havia testado positivo para o coronavírus em uma exame que foi feito através de um laboratório particular, porém, devido a uma nova amostra que foi coletada e analisada pelo Lacen, foi que o diagnóstico da doença veio.

No momento, o paciente que foi diagnosticado com a doença está com um quadro estável de saúde, e devido a isso se encontra realizando um isolamento domiciliar. As recomendações em relação a isso irão seguir o protocolo que foi estabelecido desde o início do monitoramento que foi feito com o paciente.

Secretaria de Saúde de MT se pronuncia

Gilberto Figueiredo, secretário estadual de saúde deu uma declaração na qual disse que a reação ao paciente não traz grandes mudanças. Isso por que agora ele vai permanecer em isolamento e vai seguir as recomendações médicas que foram dada a ele.

Até o momento foi registrado pelas equipes de vigilância um total de 87 ocorrências no estado. Sendo que 11 dos casos já foram descartados e 17 foram excluídas por que não preenchiam os critérios que são usados para definir os casos de pessoas que possuem o coronavírus.

O site do SES e do Ministério da Saúde divulgaram informações oficiais a respeito do novo coronavírus. Além disso, a orientação é que, para que não sejam divulgadas informações falsas, pois estas notícias acabam causando pânico, e com isso a condução dos trabalhos que são feitos pelos serviços de saúde do país acabam sendo prejudicados com o aumento de pessoas que acabam procurando os serviços.

Ministério da Saúde também emite novo comunicado

O Ministério da Saúde ainda divulgou a respeito dos cuidados básicos que terão agora para diminuir o risco de que a população acabe contraindo o novo coronavírus. Entre as medidas é orientado que as pessoas lavem suas mãos com uma maior frequências fazendo uso de água e sabão para isso por pelo menos 20 segundos.

Caso não tenha água ou sabão disponível no momento, a recomendação é que a higienização das mãos seja feita com o uso de álcool gel.

Além disso é pedido para que as pessoas evitem tocar os olhos, nariz e boca com as mãos, mesmo que estejam lavadas.

Também é orientado que as pessoas evitem ao máximo contato com pessoas doentes e que fiquem em casa caso sejam diagnosticadas com a doença e não apresentem um estado grave. Ao espirar ou tossir também cubra a boca e o nariz com um lenço de papel e jogue posteriormente no lixo o mesmo. Superfícies tocadas com frequência devem ser limpas e desinfetadas assim como objetos.

Não perca a nossa página no Facebook!