Você quer fazer parte de um negócio bilionário e fatura bastante?

Então, o maior fabricante de refrigerantes do mundo, a coca-cola lançou recentemente um concurso público para solucionar um de seus maiores problemas: o açúcar. Já desanimou não é mesmo?! Bom, se você é um cientista ou um curioso no assunto, vai fundo.

A empresa está oferecendo US$ 1 milhão de dólares (cerca de R$ 3,17 milhões) para quem conseguir solucionar esse grande desafio. O pagamento ao vencedor está prometido para outubro de 2018.

Tudo indica que a empresa está começando a se preocupar com a saúde dos seus fieis consumidores, e claro, talvez a maior das preocupações, a sua própria saúde financeira já que estudos indicam que cada vez mais pessoas estão consumindo menos refrigerantes. E a tendência é que o consumo continue a diminuir.

A proposta é encontrar um substituto da sacarose a partir da cana-de-açúcar por uma substância natural, segura e de baixa ou zero calorias, que proporciona a sensação adocicada do açúcar de cana.

O açúcar está diretamente relacionado com doenças crônicas, como diabetes e doenças cardíacas. Devido a isso, as pessoas estão cada vez mais preocupadas na mudança de hábitos alimentares, buscando bebidas mais saudáveis.

É fato que não é de hoje que as empresas vêm tentando substituir alguns compostos dos seus refrigerantes, buscando um substituto para seus componentes mais problemáticos. Algumas alternativas até foram testadas, surgiram então os refrigerantes diet, mas os consumidores continuam cada vez mais exigentes quanto à falta de ingredientes naturais nesses produtos.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Concursos

A Pepsi, por exemplo, fez o teste usando a sacarina na Pepsi Diet, mas em 1984 trocou a substância pela aspartame, e mais tarde trocou pela sucralose. Porém, com a mudança do sabor da bebida, em 2016 a empresa voltou a utilizar o aspartame. Outra substância que também é utilizada e que funciona muito bem nos refrigerantes de limão é o extrato de estévia. Mas não trouxe o mesmo quando utilizado na Coca-Cola, pois deixa um gosto ruim na boca.

E quanto às regras?

Sim, existem regras. No site do concurso (The Coca-Cola Company Sweetener Challenge), a Coca-Cola deixa claro o que pode e não pode e como os participantes interessados em participar devem proceder.

Umas das exigências é que o composto não pode conter ou ser derivado da planta estévia ou da planta asiática Lo Han Guo (Fruta-dos-Monges, como é conhecida). Também não pode incluir as plantas que estão na lista de espécies de plantas protegidas ou substância que estejam em restrição em algum país.

No site é encontrado ainda um cronômetro indicando o tempo restante para o encerramento das propostas, cuja data limite é até o dia 18 de janeiro de 2018. No mês de fevereiro, a empresa já vai está anunciando os 10 (dez) semifinalistas.

E, em 11 de abril, serão anunciados os 3 (três) finalistas. Quando finalmente, em 3 (três) de outubro de 2018, o vencedor será anunciado.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo