Para os fãs dos filmes nonsense dos anos 80, o enredo de "Kung Fury" tem um apelo insuperável. Ele é ambientado em Miami e tem como protagonista um policial mestre nas artes marciais que combate o mal, seja ele um simples ladrão ou o ditador nazista Adolf Hitler.

O diretor do filme, o sueco David Sandberg, produziu inicialmente um trailer em 2013 e pediu aos fãs para que o ajudasse a finalizar o trabalho por meio de um financiamento coletivo de US$200 mil, suficiente para a pós-produção.

O saudosismo dos anos 80, aliado a loiras suecas vikings, clichês policiais, viagens no tempo, DeLoreans, Thor e, claro, Triceratops, fez com que o diretor superasse a meta e conseguisse US$630 mil de 17 mil colaboradores que doaram no site Kickstarter. O filme é um curta-metragem de 30 minutos.

A estreia ocorreu no dia 22 de maio no festival de Cinema de Cannes, na França, e agora está disponível na íntegra no YouTube.

O filme tem um clima retrô e logo no início é possível observar alguns "defeitos" que remetem às gravações toscas das fitas VHS do passado. A história louca é protagonizada por Kung Fury (interpretado pelo diretor David Sandberg), que é um policial durão especialista em kung-fu.

No enredo, após seu parceiro ser morto, Kung Fury é atingido por um raio misterioso que lhe dá super poderes pois ele é "O Escolhido" (não pergunte o porque).

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Curiosidades Cinema

Em seguida, ele ganha um novo parceiro, o Triceracop (sim, um policial dinossauro). Daí, Hitler surge na Miami dos anos 80 e mata todo mundo na delegacia. Kung Fury decide viajar no tempo para matar Hitler, que é chamado de "Kung Führer". Mas algo dá errado e o herói vai parar na era viking. Lá ele encontra loiras suecas e um dinossauro que solta lasers pelos olhos. Muito bizarro? Calma que tem mais.

Com ajuda do deus nórdico Thor, Kung Fury finalmente consegue viajar para a década de 40, na Alemanha nazista e derrota Hitler. Para os amantes dos filmes dos anos 80, o curta-metragem é um deleite, repleto de referências a filmes, desenhos animados, videogames e, claro, David Hasselhoff, astro da série "A Super Máquina" e, pasmem, intérprete da trilha sonora de "Kung Fury".

O resultado é um trabalho completamente inverossímil mas divertidíssimo.

Dica: durante os 30 minutos de duração deixe de lado a seriedade e embarque sem preconceitos na aventura. Desta forma as risadas estarão garantidas.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo