Joy e seu filho Jack vivem isolados em um quarto, em cativeiro, onde recebem periodicamente a visita do Velho Nick, o homem que os mantém presos. Joy tenta ao máximo tornar a vida algo suportável neste lugar, mas não vê a hora de estar fora dali. Para isso, elabora um plano onde, com a ajuda de Jack, poderá voltar ao mundo.

Elenco

Brie Larson (que recebeu indicação ao Oscar por este papel), que interpreta Joy, a mãe de Jack, já trabalhou em Anjos da lei (ao lado de Channing Tatum), em O Maravilhoso Agora, em diversas séries, e talvez alguns lembrem da sua participação em De Repente 30, como uma das garotas populares na escola.

Larson atua, nessa produção, ao lado de Joan Allen (Sempre ao seu lado e Diário de uma paixão) e de Jacob Tremblay, de apenas 9 anos, que é quem interpreta o protagonista deste longa.

Comentários

O longa trouxe, primeiramente, o que seja talvez uma das maiores revelações de atores mirins, pois Tremblay, totalmente imerso em seu Jack, carrega o espectador para dentro da história. O roteiro em si é carregado de situações surpreendentes, já que o garoto, Jack, pensa que o quarto em que ele vive em cativeiro, onde ele nasceu, é absolutamente tudo o que existe, todo o mundo é aquele lugar. Joy faz questão de reafirmar isso, numa tentativa de oferecer uma vida normal ao filho. A grande e interessante parte desse Filme será acompanhar a adaptação de Jack a um mundo que ele nem imaginava que existia.

Os melhores vídeos do dia

Um problema do filme é o fato de chegar na metade e ter gasto quase toda a emoção neste tempo, não carregando toda a energia e intensidade do filme para o resto do longa. A segunda parte sofre por uma falta de uma maior exploração da história e dos acontecimentos, uma maior exploração das consequências que aquele cativeiro pode ter trazido à Joy e Jack.

No entanto, o filme mostra uma superação, uma conexão forte não apenas por acompanharmos mão e filho, mas por ambos terem passado pela mesma situação, terem se apoiado e se ajudado. O amor que um sente pelo outro é algo a se aprender. O público encontrará uma história intensa e emocionante, que apesar dos defeitos, irá valer a pena.