Uma nova pesquisa sobre a procrastinação, desenvolvida por Joseph Ferrari na Universidade DePaul, foi publicada na rede Linkedin pelo doutor Travis Bradberry. Ela quebra o mito de sua origem ser advinda da má administração de tempo ou da preguiça. O pesquisador conclui que ela se origina de emoções negativas que podem roubar seu humor.

Compreenda melhor o que isto significa

Segundo o dicionário, procrastinar é uma palavra derivada do vocábulo procrastinare e tem como significado: adiar; deixar para depois; prorrogar para outro dia.

A pesquisa traz uma nova proposta que pode inocentar os procrastinadores o dístico de preguiçoso ou mau planejador, e colocar suspeitas nos seus colegas de Trabalho, familiares ou em situações de pressão.

Dicas para evitar a procrastinação

Segundo esta visão, evitar a procrastinação pode ser algo delegado para as pessoas que trabalham em uma perspectiva psicológica de reversão deste sentimento: pessoas consideradas mais otimistas e que superam o desafio da procrastinação.

Também é possível combater esta situação indesejável de maneira alopática, tomando remédios que levantam o astral. Há soluções homeopáticas. A medicina das ervas também pode ser utilizada. Qualquer coisa que eleve o nível de serotonina e traga entusiasmo pode ser uma arma contra a procrastinação. Há possibilidades que muitos consideram serem funcionais e que apelam para aspectos confessionais (uma oração de proteção, sendo a de São Jorge uma das preferidas) ou para aspectos esotéricos com apelação para fatores sobrenaturais.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Relacionamento Vagas

Há aquele grupo que apela para o ecletismo que aceita todas as propostas, escolhendo delas as orientações que parecem melhores, dentro de todas as possibilidades.

O que isto causa nas empresas

Gestores de sistemas de recursos humanos sofrem com este problema. Alguns mais conscientes, antes de tomar medidas drásticas, poderiam orientar o colaborador a tomar as rédeas e assumir o controle de suas emoções negativas.

A orientação é buscar a compreensão do porquê procrastina, sem que com isto tenha qualquer sentimento de compaixão por si mesmo. Ao compreender que emoções negativas podem surgir devido a uma noite de sono mal dormida pode ser que o combate seja menos árduo. Pode ser advinda do medo de uma tarefa complexa, aí o estudo e o trabalho colaborativo podem ser as melhores armas.

O importante é compreender que a procrastinação é uma má companheira, em qualquer atividade que se tenha que desenvolver.

É preciso lutar contra ela e evitar que isto se transforme em um Comportamento comum. É bom dar uma olhada no clima organizacional. Se ele não está bom, as emoções negativas podem se instalar mais facilmente e dragar a energia das equipes de trabalho. Evitar assumir perspectivas pouco realísticas também é uma forma eficiente de combate a esta atitude nociva.

O que fazer em último caso?

Se tomadas todas as medidas e procrastinação ainda permanecer, é possível apelar para soluções mais drásticas:

  • Repita como mantra a frase “eu nunca procrastinei, eu não procrastino, eu nunca procrastinarei” ou alguma semelhante também poderá obter bom resultado;
  • Esta proposta pode ser mais forte se associada à manipulação de um terço guardado no bolsinho do colete, da camisa ou da calça;
  • Se utilizar um rosário de 108 contas pode ser ainda melhor.

A maneira que a pessoa utilizar para escapar de tal sentimento não importa, o que importa é que ele seja combatido, só ou com uma pequena ajuda dos amigos.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo