Na última pesquisa divulgada pelo Ibope, foi considerado como leitor, a pessoa que leu um livro inteiro, ou em partes, nos três meses anteriores à pesquisa. Este é o critério adotado pelo Ibope, mas não pela maioria das pessoas.

Há quem diga que os best sellers são os livros que definem a Literatura no mundo atual. Tanto os brasileiros, quanto os estrangeiros. Mas o que a maioria das pessoas que têm esse pensamento não sabem, é que estes livros abrangem uma pequena parte do mercado literário, que possui uma gama de livros por dizer “desconhecidos” pela maioria, devido ao glamour e a imensa procura pelos recordistas de vendas.

Os clássicos brasileiros, e até mesmo os estrangeiros, passaram a ser desconhecidos por muita gente. Não que seja dever e obrigação o conhecimento destes, mas é necessário que um leitor que se considera assíduo e atencioso, saiba que houve propósitos na elaboração dessas histórias que fizeram parte do passado da literatura, e da construção do imenso acervo que existe hoje.

Há um grande preconceito quando se fala a respeito de livros clássicos. Best sellers são a prova disso. Uma literatura de cunho “exploratório”, que não contém muitas vezes, ao menos uma história realmente pertinente, mas que através da facilidade que transmite ao ser lida, se torna a melhor das opções para as pessoas. E o mercado explora. O autor produz demasiadamente, para que o mercado venda.

Não há uma fórmula exata para definir um leitor.

Os melhores vídeos do dia

Livros técnicos, didáticos, ou qualquer outro meio de informações agrega conhecimento para aquele que se permite explorar a literatura. Ler não é uma disputa, muito menos um parâmetro ou estatística. Ler é aprendizado, independentemente do tipo de leitura ou plataforma utilizada.

Não estou aqui fazendo uma crítica ao Harry Potter, muito menos à J.K Rowling (a admiro). Uso apenas um comparativo para falar dos recordistas de vendas, e da facilidade com que as pessoas insistem em utilizá-los para definir quem é ou não um leitor.

Qualquer um pode ser um leitor, lendo qualquer tipo de livro.