Já tem algum tempo que os Estúdios Disney têm procurado inovar as fórmulas de seus filmes e desenhos animados.

Esqueça as histórias de princesas em apuros que esperam por seus príncipes encantados!

Em ''Frozen, Uma Aventura Congelante'', vemos, pela primeira vez na história das animações Disney, um conto de princesa sem um príncipe encantado, onde o amor verdadeiro é o amor fraterno entre as irmãs Anna e Elsa, além de uma lição realista sobre os relacionamentos humanos, que ensinam que ninguém é perfeito.

Alguns fãs sugeriram que Elsa pudesse encontrar o seu amor numa sequência da animação, e que este amor, poderia ser - e por que não? - uma mulher.

A dubladora da personagem, a atriz Idina Menzel, se mostrou favorável a esta possibilidade. Para a atriz, esta era uma questão que a Disney deveria inserir em suas animações.

E parece que, afinal, a Disney concorda com essa afirmação e acaba de dar um poderoso passo na representatividade LGBT, ao exibir, pela primeira vez, na última segunda-feira (27), uma cena de desenho animado contendo beijos entre dois meninos e também entre duas garotas.

A cena é parte do um episódio do desenho animado ''Star vs the Forces of Evil'' ("Star vs. As Forças do Mal", no Brasil), exibido pelo canal Disney XD. O personagem Marco está assistindo ao show de uma boyband, quando, vários casais começam a se beijar, entre eles, dois rapazes.

Veja abaixo o vídeo com a cena:

Também foi possível ver, durante essa cena, um beijo entre garotas:

Este é um momento especial para os Estúdios Disney e a comunidade LGBT.

Os melhores vídeos do dia

Como um dos maiores estúdios de animações do mundo, a busca da Disney pela representatividade significa muito. É mais uma prova de que a nova geração de animações e filmes da Disney, já engajada em causas como o feminismo e o combate à discriminação racial, está se envolvendo cada vez mais com questões relacionadas à igualdade e ao combate aos velhos preconceitos.

Ao que parece, esse é um tema que a Disney pretende continuar inserindo em suas animações e filmes. Em ''Procurando Dory'', da Pixar, que pertence a Disney, é sugerido um suposto casal de mulheres com um filho em uma das cenas. Ao serem questionados sobre isso, o diretor Andrew Stanton e a produtora Lindsey Collins responderam de forma bem humorada e inteligente: “Não sabemos se elas são. Não perguntamos para elas, assim como não perguntamos para as pessoas sobre sua sexualidade.”