Já com roteiro pronto, a equipe do Filme "Novo Amapá - A Última Viagem" lançou uma plataforma para financiamento coletivo do projeto para iniciar as gravações. A estimativa é conseguir um total de 250 mil reais em recursos para realização da primeira etapa.

O elenco do longa-metragem conta com mais de 120 atores locais, que tomaram a iniciativa de gravar e divulgar um vídeo para arrecadação dos fundos necessários. “Nós queremos fazer com que as pessoas vejam o quanto o projeto "Novo Amapá" é grandioso e os benefícios que trará, e, assim, conseguir apoiadores e patrocinadores”, contou Lucas Souza, que dirigiu o grupo nesta ação, realizado na Fortaleza de São José, em Macapá.

Souza acrescentou ainda que, para muitos do elenco, o filme é uma oportunidade única para abrir portas no mercado de trabalho como atores. O projeto visa também resgatar a memória das vítimas e colaborar com seus familiares após os 36 anos do acidente.

A campanha do grupo pode ser conferida abaixo. No site www.filmenovoamapa.com.br, é possível encontrar as instruções para doação. Qualquer valor desejado pode ser doado por meio da plataforma de crowdfunding, que oferece, ainda, convites e brindes após colaboração com a iniciativa, de acordo com cada valor.

Preparação do Elenco

No último mês, os atores amapaenses iniciaram os treinamentos e ensaios para gravação do filme. De coachings até recriação do momento do naufrágio do barco, a equipe participa das oficinas realizadas pelo diretor de elenco Waldo Piano.

Piano ressalta que apesar da grande quantidade de atores, tudo tem sido feito com muita realidade para que o resultado do trabalho seja bom e que a história do Amapá ganhe destaque através do projeto.

Alguns nomes já conhecidos na teledramaturgia brasileira também foram confirmados para a produção. Entre as atrizes que participarão estão nomes como Mariza Marchetti, Brendha Haddad, Giseli Abra e Evelyn Montesano. O roteiro do filme é do jornalista André Laurent e a direção de Wagner Junior.

36 anos do naufrágio

A tragédia com o barco Novo Amapá ocorreu em 6 de janeiro de 1981, na foz do Rio Cajari (Amapá/AP). O acidente matou mais de 350 pessoas e foi considerada como a maior tragédia fluvial brasileira.

Na época, a embarcação, que tinha capacidade de transportar no máximo 400 pessoas e meia tonelada em mercadorias, partiu do Porto de Santana com mais de 600 passageiros e cerca de uma tonelada de carga comercial.