Evangeline Lilly, a lindíssima atriz que ficou conhecida do grande público por interpretar a Kate da finada série ‘’Lost’’, postou, nesta segunda-feira (28), em seu Twitter a primeira foto dela com o traje da super-heroína da #Marvel Vespa.

Além de matar a curiosidade dos fãs dos heróis Marvel no cinema, a foto foi postada pela atriz por um motivo muito especial, nesta data comemora-se o centenário de Jack Kirby, a atriz deu a seguinte declaração na rede social: "Eu estou honrada em estar no set hoje atuando como a Vespa no dia que seria o aniversário de 100 anos de Jack Kirby.”

Se por um lado mesmo aqueles que não são leitores de quadrinhos conhecem o genial Stan Lee, o mesmo não pode ser dito sobre Jack Kirby, que, embora o público amante de quadrinhos saiba de quem se trata e sua importância para a nona arte, não é uma figura conhecida do grande público.

Jack Kirby foi desenhista, arte-finalista, roteirista e editor. Sua parceria com Stan Lee foi, sem dúvida, um dos maiores polos de criatividade da cultura pop, algo comparável a dupla Lennon & McCartney. Juntos os dois criaram a grande maioria dos heróis da editora americana Marvel Comics.

Heróis como, por exemplo, Capitão América, Quarteto Fantástico, Hulk, Homem de Ferro, Vingadores, X-Men, Doutor Estranho, Darkseid, Nick Fury e muitos outros.

Seu nome de batismo era Jacob Kurtzberg. Nova-iorquino assim como Stan Lee, Kirby veio de uma família de imigrantes austríacos judeus, morava com sua família em um bairro pobre e violento. Desde criança, Jack gostava de desenhar e sem ter condições de ter uma educação formal na área, tornou-se autodidata.

Depois de muitas dificuldades Jack começou a trabalhar primeiramente com desenhos animados e mais tarde, ao conhecer Martin Goodman, fundador da Timely Comics, empresa esta que depois tornaria-se a Marvel Comics, Kirby e Goodman criaram o super-herói Capitão América, que fez um enorme sucesso.

A dupla Simon & Kirby era sinônimo de quadrinhos de qualidade e logo foi parar na maior rival da Marvel Comics, a outra empresa gigante dos quadrinhos DC Comics.

Com a decadência do gênero super-heróis depois da Segunda Guerra Mundial, Kirby começou a escrever outros gêneros. A parceria com Martin Goodman terminou em 1954 devido ao que ficou conhecido como CMAA – Comics Magazine Association of America, uma organização criada pelas próprias editoras de quadrinhos na década de 1950 para regulamentar o gênero.

Kirby, então, na DC Comics trabalhou com o personagem Green Arrow, (Arqueiro Verde). Até voltar para Marvel Comics e após fazer alguns trabalhos na editora, em 1961 voltou a trabalhar com super-heróis e posteriormente começou a parceria com Stan Lee. O resto é história. #stanlee