Está em cartaz em cinemas de todo o Brasil, o filme #como se tornar o pior aluno da escola é baseado no livro homônimo de #Danilo Gentili. Confira alguns fatos sobre o longa-metragem de comédia, ação e aventura:

Sucesso

Entre a quinta-feira passada (12), dia em que o filme estreou, e o domingo (15), o longa-metragem arrecadou R$ 2,6 milhões em bilheteria e levou ao cinema 179 mil pessoas [VIDEO]. O desempenho desse período foi superior ao de filmes como Kingsman – O Círculo Dourado, It – a Coisa e Mãe. O longa-metragem integrou o top 5 dos filmes mais vistos.

Dinheiro

O longa-metragem poderia captar até R$ 7,5 milhões via Lei do Audiovisual e conseguiu alcançar R$ 3,2 milhões.

Este valor acabou sendo o orçamento oficial do filme.

Faz tudo, ganha nada

Danilo Gentili escreveu o livro que deu origem ao filme. No longa, ele foi roteirista, ator, produtor, designer (ele que criou o logo, desenhos de pós-produção e cartazes do filme) e divulgador e não ganhou nenhum centavo por isso. A informação foi dada pelo próprio apresentador ao site Ilisp.

Fala, Gentili

“Além disso, eu tirei dinheiro da minha conta particular e coloquei no filme para pagar as pessoas que trabalharam no filme”, afirmou Gentili.

Críticas

No site Adoro Cinema, Como Se Tornar o Pior Aluno da Escola recebeu 1,9 estrela da imprensa, 3 estrelas do próprio site e 4 estrelas dos usuários. Gentili tem dito que seu filme agradou o público, mas não a crítica.

Polêmica

Fábio Porchat interpreta um pedófilo no filme.

Os melhores vídeos do dia

O humorista ficou receoso quando soube como seria personagem, mas Danilo Gentili o convenceu ao enviar vídeo com cena de outro filme de comédia que também tinha pedofilia.

Cinema

Pessoas politicamente corretas devem evitar passar perto das salas de cinema que exibem o filme. Ao todo, 341 cinemas exibem a comédia brasileira. O numero é menor que o de filmes como My Little Poney (387), As Aventuras do Capitão Cueca (431) e Pica-Pau (624).

Download

Quem tentou baixar o filme no Torrent se deu mal. Depois de gastar internet e ficar horas aguardando, quem baixou assistiu apenas a um vídeo de Danilo Gentili tirando sarro da situação. “Meu Deus, como você é cabaço, ficou aí um tempão para baixar o filme no Torrent e quando viu não é o filme”, diz o humorista. Veja:

Ex-desempregada

Uma das professoras do filme é a veterana Joana Fomm.

Em julho do ano passado, a atriz fez uma publicação no Facebook falando sobre a situação de desemprego que vivia. Ela acabou sendo chamada para integrar o elenco do filme.

Polêmica 2

O personagem Pedro, vivido por Daniel Pimentel, seria interpretado por João, filho de Fábio Assunção. O ator, porém, não deixou o filho participar alegando que o filme e seus criadores são maus exemplos. Danilo Gentilli já fez muitas piadas com isso.

Me dá uma chance

Bruno Munhoz, que interpreta Bernardo, não era ator. Ele participou do teste do elenco ao lado de 49 concorrentes, se deu bem e ficou com a vaga no filme. “Ele apareceu no meu Facebook falando que queria fazer parte do filme. Fizemos uma seleção e escolhemos ele. Bruno mandou muito bem, ele é autêntico e tem tudo a ver com o filme”.

Quico

Carlos Világran, o eterno Quico do seriado Chaves, é o antagonista do filme. O ator mexicano teve aulas de português para falar melhor o idioma.

Plateia

No cinema, a plateia alterna entre risos e o “ahhhhh” quando vê alguma cena nojenta, como a da luta entre Pedro e o Pior Aluno. Pedro morde o p*** do seu mentor durante a briga.

Realidade

Pedro tomou choque de verdade ao abrir o livro que estava dentro da caixa. Em outra cena, Rogério Skylab comeu as bolachas recheadas sem saber que o recheio era de pasta de dente. #Cinema nacional