John Lasseter é o criador da animação de sucesso Toy Story [VIDEO], seu currículo é invejável, tendo atuado como diretor em: Toy Story, Toy Story 2, Vida de inseto, Carros, Carros 2. Além de ter sido criador das histórias e também ter atuado como roteirista em: Toy Story 3, Toy Story 4. Ele tem seu nome relacionado à produção de quase cem filmes.

O americano cofundador, chefe de criação e diretor de animações da poderosa Pixar anunciou nesta última terça-feira, que vai entrar no que ele chamou de "semestre sabático".

Este periodo anunciado por ele seria o necessário para ele poder refletir sobre os erros que cometeu e depois retornar para suas atividades na empresa e se tornar o líder que seus funcionários merecem ter.

Esta espécie de “mea culpa" de Lasseter foi divulgada numa carta endereçada aos funcionários.

O que levou ao desligamento temporário da empresa de Lasseter, foram as denúncias de assédio sexual contra ele feitas pela atriz Rashida Jones, que atuava como roteirista na produção Toy Story 4. Em apoio à colega de trabalho o roteirista Will McCormack também pediu demissão.

A carta deixada por Lasseter foi divulgada ao mesmo tempo em que a matéria que denunciava os seus malfeitos estava sendo elaborada pelo site americano "The Hollywood Reporter".

De acordo com o site, tanto Rashida Jones quanto Will McCormack não quiseram acrescentar mais informações ao caso, porém o site afirma ter várias fontes de dentro da Pixar [VIDEO] que prestaram declarações, mas estas fontes pediram para não terem suas identidades reveladas por medo de terem suas carreiras prejudicadas.

Estes relatos comprovariam que o que ocorreu com Rashida Jones não foi um fato isolado. Lasseter, segundo informações, seria conhecido por seu hábito de abraçar, beijar e também agarrar suas funcionárias. Além de também fazer comentários sobre atributos físicos.

Ainda de acordo com as fontes do site, John Lasseter é bem conhecido por ingerir em excesso bebidas alcoólicas nas festas da empresa.

Entre as funcionárias existiria até mesmo uma tática para se evitar que o chefe beijasse-as: as funcionárias viravam o rosto rapidamente para evitar o beijo do patrão. Este movimento ganhou o nome de "Lasseter".

John Lasseter de 60 anos entrou para a história do cinema por ter sido o criador de Toy Story, o primeiro longa-metragem de animação computadorizada, feito este que lhe rendeu um Oscar honorário em 1995.

E em 2017 ele entra novamente para a história do cinema, só que desta vez por participar de um dos capítulos mais horrendos da história do cinema.