No dia 1º de janeiro de 1962, os Beatles davam o primeiro grande passo para se tornarem mundialmente o que são hoje em dia. John Lennon, Paul McCartney [VIDEO], George Harrison e o baterista original Pete Best (Ringo Star só o substituíra em agosto desse mesmo ano) entravam nos estúdios de gravação da Decca Records em Londres, para uma gravação-teste. Era a primeira gravação oficial dos beatles num estúdio.

Pelo prestígio e respeito que o empresário da banda, Brian Epstein, tinha junto à gravadora, o conjunto inglês fazia sua primeira tentativa oficial de um contrato com uma gravadora. Brian também era um comerciante de discos na época, possuindo a loja NEMS, em Liverpool, e não foi difícil negociar a lendária gravação.

Os rapazes viajaram de van, saindo de Liverpool para Londres na véspera do Ano Novo de 1961 para 1962 e passaram o reveillón pacatamente em seus quartos de hotel no centro da cidade. A gravação foi à tarde, apesar de terem chegado às 11h. Os rapazes não tinham nenhuma experiência no gênero. John e Paul estavam nervosos e chegaram até a desafinar em algumas canções. Pete demorava a acertar a marcação. George parecia mais descontraído. O repertório das quinze músicas fora escolhido por Brian, e até foram incluídas três compostas pela dupla Lennon-McCartney, que depois se tornaria uma marca registrada.

Provavelmente, o empresário baseou-se nas músicas que a banda executava no Cavern Club, reduto de apresentações em Liverpool. No decorrer dos trabalhos, o quarteto relaxou e o resultado do trabalho foi considerado satisfatório, ficando confiantes numa breve e futura contratação.

Depois voltaram ao circuito de shows.

O maior erro da história fonográfica

Somente em março a Decca respondeu a Brian Epstein que recusaria os Beatles, o que foi considerado o "maior erro da história fonográfica". A gravadora alegara que "grupos de guitarra estão fora de moda." Brian ficara muito desapontado, mas John Lennon foi o beatle que mais se irritara, botando a culpa em Brian pela escolha do repertório.A Decca tentou se redimir contratando os "arqui-rivais" Rolling Stones, e o irreverente grupo estreou gravando seu primeiro compacto em junho de 1963. Mas depois, já na década de 70, os Stones, totalmente bem sucedidos, fundaram a Rolling Stones Records.

A entrada de George Martin

A gravação dos Beatles que é conhecida hoje em dia como "The Beatles Decca Tapes" foi mostrada ao produtor George Martin, da Parlophone Records, subsidiária da EMI, que não conhecia a banda de Liverpool, e o incentivou a conhecê-los ao vivo. Brian mandara transformar a fita em acetato (antigo disco de vinil) e chegou até Martin, que a princípio não ficou muito empolgado, mas concordou em conhecer os Beatles pessoalmente.

O encontro foi marcado em junho na sede da EMI, em Abbey Road, e quatro músicas foram apresentadas pelo quarteto, com uma performance muito superior à da Decca. George Martin os contratou um mês depois. Depois disso, os Beatles tornaram-se o conjunto mais influente da história do rock, sendo até hoje cultuado pelo mundo inteiro.