Morreu a atriz Doirothy Malone, vencedora do Oscar de Melhor atriz Coadjuvante por seu trabalho em Palavras ao Vento (Written on the Wind , 1956), de Douglas Sirk.

Dorothy Maloney nasceu em 30 de janeiro de 1925, em Chicago, Illinois. Ela começou a atuar em produções produzidas pelo seu grupo de escoteiros, quando era criança. Após decidir levar a sério a carreira de atriz, estreou no #Cinema em pequenos papéis em produções de baixo orçamento, estreando no filme Redemoinho da Vida (Convicted Woman, 1940), estrelado por Rochelle Hudson. Contratada pela RKO, basicamente foi figurante em diversas produções que necessitassem de garotas bonitas para preencher uma cena.

Após atuar em diversos filmes por mais de uma década, começou a adquirir uma imagem de mulher glamurosa e elegante, e foi justamente num papel assim que ela foi agraciada com seu prêmio Oscar.

Em 1953 Dorothy atuou com Carmen Miranda [VIDEO] e a dupla Jerry Lewis [VIDEO]e Dean Martin em Morrendo de Medo (Scared Stiff, 1953), e voltaria a trabalhar com a dupla de comediantes em Artistas e Modelos (Artists and Models, 1955).

Após ganhar um Oscar passou a ser escalada para papéis mais importantes, com o da atriz Diana Barrymore na cinebiografia O Gosto Amargo da Glória (Too Much, Too Soon, 1958). Ela também atuou em filmes como Minha Vontade é Lei (Warlock, 1959), O Último Por-do-Sol (The Last Sunset, 1961) e A Praia dos Amores (Beach Party, 1963).

Na década de sessenta sua carreira atingiu o auge ao interpretar Constance MacKenzie na série A Caldeira do Diabo (Peyton Place, 1964-1968). A série lhe valeu três indicações ao Globo de Ouro, mas ela nunca venceu nenhum.

Nas décadas seguintes sua carreira entrou em declínio e a atriz passou a fazer papéis em filmes menores e muitas aparições em séries de televisão. Entre os filmes que fez nesta fase destacamos Morte no Inverno (Winter Kills, 1979) e A Noite do Medo (The Being, 1983).

Após atuar em Descanse en piezas (1987), um filme de terror de baixo orçamento feito na Espanha, ela decidiu abandonar o cinema, voltou a residir em Dallas, onde morou na infância. Mas a convite do diretor Paul Verhoeven, aceitou retornar as telas e atuou no mega sucesso Instinto Selvagem (Basic Instint, 1992), estrelado por Sharon Stone.

Depois disto a atriz afastou-se definitivamente da vida artística.

A atriz faleceu no dia 19 de janeiro de 2018, em Dallas, aos 92 anos de idade, de causas naturais. Sua morte foi divulgada pelas suas filhas, fruto de seu casamento com o ator Jacques Bergerac.

Veja Dorothy Malone Recebendo seu Oscar

#Hollywood