O #Carnaval 2018 está aí, batuques, tamborins e muito suor no abadá. E qual será a trilha sonora campeã do Carnaval deste ano? Até o final de 2017, não poderíamos afirmar, com certeza, se seria alguma música do axé, samba ou #Funk, mas a resposta não demorou pra ser dada. Hoje, ouvimos nas rádios, nos serviços de streaming, no Youtube e na boca da galera, o bordão que irá embalar os blocos da folia: "Que Tiro Foi Esse?" [VIDEO].

A música da funkeira carioca Jojo Todynho, que se lançou do anonimato para a fama devido ao seu canal no Youtube, onde falava de forma desbocada e descontraída sobre sua vida e preconceito que sofria devido à sua aparência, hoje encabeça as paradas musicais com sua música “Que tiro foi esse?”, promessa certa de sucesso no carnaval 2018.

A frase que dá o título à canção ganhou notoriedade nas redes sociais no final do ano, quando famosos como Giovanna Ewbank, Bruno Gagliasso, além dos filhos de Luciano Huck e Angélica e até mesmo Caetano Veloso entraram na brincadeira e simulavam uma dancinha que estavam levando um tiro e se jogavam ao chão.

O cenário vem apontando que o axé, carro chefe dos carnavais, seguindo a tendência dos últimos 10 anos nos carnavais, não será o estilo musical mais tocado, mas sim, a batida do funk.

Na década de 1990, o Axé foi um gênero musical que surgia na Bahia, consolidando-se como ritmo oficial das festas carnavalescas brasileiras. Na voz de Netinho, músicas como "Milla" (1996), e "Swing da Cor" (1991), da baiana Daniela Mercury foram sucessos que arrastaram milhões de pessoas atrás dos trios elétricos e animaram as folias de salões.

De acordo com pesquisas da Google, desde 2013, músicas de axé não figuram entre as dez canções mais ouvidas.

O Google efetuou um levantamento em 2017, analisando as músicas com mais acessos na rede Youtube entre os anos de 2008 a 2017. O resultado indicou que as mais ouvidas tinham vertentes no funk, sendo elas: "Passinho do Volante", de Federado e os Leleques, "Amor de Chocolate", de Naldo Benny, "Deu Onda" e "Olha a Explosão", de MC G15 e MC Kevinho, e "Loka", parceria sertaneja de Simone e Simaria com Anitta. O Google analisou os vídeos mais acessados durante a semana de carnaval e na semana seguinte à folia.

Nesse período o axé só liderou o ranking nos anos de 2010 e 2011, com os hits "Rebolation", da banda Parangolé e "Liga da Justiça", do grupo Levanoiz.

Segundo o especialista em história da música da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, professor Ivan Siqueira, o eixo Rio-São Paulo vem ditando a tendência no carnaval em função do que mais se ouve por aqui e que faz sucesso durante o ano, que é o funk, diz ele.

Parcerias para o Carnaval

De olho no filão do carnaval brasileiro, os artistas vêm percebendo a mudança na tendência e procurando estabelecer parcerias musicais com outros artistas de diferentes gêneros. A exemplo, Claudia Leitte lançou "Lacradora", parceria com as cantoras sertanejas Maiara e Maraísa e mais recentemente, o hit “Carnaval”, que já é sucesso garantido em parceria com o rapper americano Pitbull [VIDEO].

Ivete Sangalo, que não cantará neste carnaval devido sua gravidez de gêmeas, apostou também na parceria com o funkeiro MC Livinho, no lançamento de "Cheguei Pra te Amar".