“Orgulho e Paixão”, a nova novela das seis da Rede Globo, estreia no dia 20 de março de 2018. Escrita por Marcos Bernstein (“Além do Horizonte”, 2013), roteirista oriundo do cinema que escreveu, entre outros, os filmes “Central do Brasil” e “Faroeste Caboclo”, a novela terá direção artística de Fred Mayrink (“Salve Jorge”, 2012-2013) e terá a tarefa de manter os bons índices de audiência de sua antecessora, “Tempo de Amar”, de Alcides Nogueira.

A média de audiência de “Tempo de Amar” durante os seus 148 capítulos foi de 22,62 pontos (cada ponto equivale a 245.702 domicílios e a 688.211 pessoas, segundo a metodologia do Ibope).

Para que o espectador se mantenha fiel, “orgulho e paixão” também será uma novela de época, ambientada no início do século XX e livremente inspirada na obra da escritora inglesa Jane Austen, autora de clássicos como “Orgulho e Preconceito” e “Razão e Sensibilidade”.

A trama

Ambientada em uma cidade fictícia do interior de São Paulo, chamada de Vale do Café, “Orgulho e Paixão” vai usar o bom e velho novelão e brincar com disputas de classes, estereótipos de gênero e a desconstrução desses moldes, sem ferir demais o formato familiar de uma boa novela das seis.

O protagonismo da novela será das mulheres, mais especificamente das cinco filhas do casal Ofélia e Felisberto Benedito (Vera Holtz e Tato Gabus Mendes). Conheça cada uma delas.

As Irmãs Benedito

Elisabeta (Nathalia Dill) é o “espírito livre” da família. Independente, segura de si, não aposta todas as suas fichas no casamento, como era comum entre as mulheres à época.

Jane (Pamela Tomé) é a mais velha e mais tímida e recatada.

Isso fará com que ela não seja capaz de expressar o que sente, mesmo estando perdidamente apaixonada.

Mariana (Chandelly Braz) tem uma personalidade indomada. Só ira casar por amor não aceitará se unir em um compromisso arranjado pelos pais ou por quem quer que seja.

Cecília (Anaju Dorigon) é o que poderíamos definir com a nerd da família. Adora ler e vive em um eterno conto de fadas. Procura algém com perfil de cavaleiro de armadura branca.

Lídia (Bruna Griphao) será a espevitada e óbvio alívio cômico da trama, já que aprontará muitos reveses para casar com o homem de seus sonhos.

O casal principal

O casal que irá mover a trama romântica será formado por Elisabeta e Darcy, que será vivido pelo galã Thiago Lacerda. Sua personalidade será séria, sem qualquer viés cômico, mas sua moral e sua índole serão irrepreensíveis. A união dos dois não será nos moldes do amor à primeira vista; no começo haverá um clima mútuo de intolerância graças às fortes personalidades de ambos, mas essas diferenças também salientarão o clima de paixão entre os dois.

A vilã

A vilã da novela das seis será vivida por Alessandra Negrini. No papel de Suzana, ela será ao mesmo tempo despida de escrúpulos e bem humorada, graças principalmente aos seus planos atrapalhados para se dar bem.

Um elenco estrelado

O elenco de “Orgulho e Paixão” ainda conta com Ari Fontoura, Tarcísio Meira, Grace Giannoukas, Ricardo Tozzi, Tammy di Calafiori, Ricardo Simas, Marcelo Faria, Oscar Magrini, Marcos Pitombo, entre outros.

Não perca a nossa página no Facebook!