O filósofo e jornalista Fabiano de Abreu revela em entrevista à BlastingNews que tem planos de lançar o seu novo livro ("Filosofando a Imprensa" - título provisório) ainda neste ano de 2019, onde promete abordar o seu método de criação, fatos e curiosidades da sua vida profissional e pessoal, e revelar o "segredo" que o levou a ser um dos principais assessores de imprensa do país, considerado o maior criador de personagens para a imprensa.

Fabiano lançou há dois anos o seu livro de reflexões filosóficas "Viver Pode Não ser Tão Ruim", pela editora Albatroz, e pretende trazer à vida seu segundo livro até o final do ano.

Publicidade
Publicidade

O filósofo responde o questionamento do que o motivou a escrever seu segundo livro. "Como fui considerado por jornalistas nacionais e internacionais o maior criador de personagens da história da imprensa, isso resultou em questionamentos de amigos que me perguntaram qual o segredo, e eu respondi que filosofo a imprensa, e daí surgiu o estalo para começar o livro", disse.

Filosofar a imprensa. Como isso é possível?

Filosofar a imprensa? Como assim?

O filósofo Fabiano de Abreu. (Foto: Reprodução / Instagram)
O filósofo Fabiano de Abreu. (Foto: Reprodução / Instagram)

Com a promessa de revelar o segredo por trás de sua assessoria de imprensa, Fabiano argumenta: "eu acredito que dois aspectos me levaram a ser reconhecido como tal, e um deles é o fator crucial da criatividade. O título faz a matéria, ou seja, é o tema que faz a diferença. E onde entra a Filosofia nisso? Ser filósofo faz enxergar a vida de uma outra maneira. Ou seja, a pessoa me contrata, eu estudo o passado, presente e o que a pessoa almeja do futuro, o que ela poderia alcançar, o que ela acha que poderia alcançar e o que ela realmente pode.

Publicidade

Ou até mesmo como alcançar o que ela pode alcançar, mas o caminho não é o que ela quer, mesmo assim a fazemos enxergar com o tempo e quando ela percebe, alcançou o objetivo. Parece complexo, mas não é".

O livro promete ser um manual para o método e processo que consagraram Fabiano na imprensa nacional e internacional. "Quando faço o mapeamento filosófico da pessoa em si, e de como ela poderia ser vista na sociedade, a partir do modo como eu entendo que a sociedade funciona, posso criar estratégias para que ela seja vista com olhos de interesse pelos demais, e para que ela seja comercialmente interessante também.

Tudo isso sem transformá-la num personagem bizarro para a imprensa, mas com dignidade. Ou seja, não crio qualquer coisa para que a pessoa seja famosa, a fama a qualquer custo, mas criamos o necessário para que ela seja pública e comercialmente interessante. Este método pretendo explicitar no meu livro", conclui.

O filósofo é considerado uma das pessoas com QI mais elevado do Brasil, segundo a Mensa Internacional, associação de super gênios mundial.

Publicidade

Fabiano atingiu 99% nos testes da Mensa, que é a pontuação máxima possível, que o posiciona no topo do ranking mundial.

Leia tudo e assista ao vídeo