Nesta quinta-feira (3) estreia o longa "Coringa", protagonizado pelo ator americano Joaquin Phoenix. Além de Phoenix, o filme traz no elenco Robert De Niro, Zazie Beetz, Frances Conroy e Marc Maron. O filme é dirigido por Todd Phillips e a produção conta com Bradley Cooper.

O longa conta a história da origem do maior vilão do Batman, o Coringa. Em meio a problemas psicológicos, o personagem de Phoenix é um palhaço frustrado e revoltado com a sociedade.

A expectativa em relação ao filme é grande após a sua exibição no Festival de Veneza.

O filme de Todd Phillips foi ovacionado por crítica e público. O vilão interpretado por Joaquin Phoenix venceu o Leão de Ouro, principal prêmio do evento. Tudo indica que Phoenix será indicado ao Oscar pela sua atuação como Coringa. O longa surpreende pelo fato de fugir do comum do que é esperado do gênero super-heróis e HQs.

A estimativa é que o filme seja o mais assistido nos cinemas neste primeiro fim de semana do mês de outubro e pode ser tornar o recordista do mês em bilheteria.

Polêmicas

O filme do Coringa, ainda não estreou, no entanto, ele tem sofrido uma campanha negativa por parte da mídia.

A estreia está cercada de ansiedade por parte do público e fãs da DC Comics, e também por conta das polêmicas relacionadas à violência física e psicológica presentes na trama.

Alguns críticos acreditam que a história do filme inspire os revoltados e excluídos a cometer violência dentro e fora dos cinemas. O vilão seria um porta-voz de quem utiliza um discurso de ódio e machismo nas redes sociais.

O diretor Todd Phillips não vê o filme como político, mas aponta que tudo depende da visão de quem assiste.

As críticas tanto a favor e contra o filme provocam ainda mais expectativa sobre o longa.

Especialistas e críticos consideram o filme perigoso e até mesmo irresponsável. O diretor pede apenas que as pessoas assistam e depois tirem as suas próprias conclusões. O filme vai possibilitar a discussão acerca de temas relacionados às armas, violência e tratamento dado para pessoas com distúrbios mentais.

Alerta

O filme "Coringa" deixa a polícia de Los Angeles em alerta. A comoção ligada ao longa, que mostra o palhaço Arthur Fleck, marginalizado, transformando-se em um assassino cruel e violento, tem preocupado autoridades.

Na última sexta-feira (27), a polícia de Los Angeles informou que vai aumentar o número de policiais nas ruas próximas às salas de Cinema durante a estreia do filme.

Segundo a Warner, o longa e o personagem não endossam qualquer tipo de violência, pois a intenção do filme não é mostrar o Coringa como um herói.

Siga a página Cinema
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!