Muitas pessoas acham que isso não faz diferença alguma, porém cada termo usado pode demonstrar o sentimento envolvido durante a relação. O assunto se torna extremamente polêmico e acaba abrindo caminho para muitas discussões, por isso é extremamente importante deixar claro os seus ideais e pensamentos antes de entrar em uma grande discussão ou acabar se expressando de forma totalmente errada.

Pensando nisso, resolvemos reunir alguns detalhes que revelam claramente qual é a diferença entre fazer amor e ter prazer, acompanhe:

Preliminares rápidas e curtas

Isso pode indicar que o casal não está fazer amor. Quando o ato é só para satisfazer o desejo e não envolve aquele momento de carinho e ternura entre o casal, se tornando somente um momento prazeroso para ambos [VIDEO], isso é apenas um momento sexual.

Agora se o ato envolve aquela química gostosa, sem pressa, com muito carinho e amor, simplesmente você e seu companheiro estão fazendo amor.

Tempo

Quando você se entrega ao amor, o tempo não é um problema, você não se preocupa se vão ficar horas seduzindo e oferecendo carinho um ao outro. O carinho dedicado ao momento íntimo torna tudo mais intenso e gostoso, e a única prioridade é dar e receber amor, fazendo com que tudo se torne especial.

Satisfação

Fazer amor envolve a preocupação de proporcionar a satisfação completa para o seu parceiro, acontece um verdadeiro encontro entre os dois corpos, algo mágico e completo. Agora, quando o casal não está fazendo amor, isso inclui somente um prazer físico, com paixão e não com muita afetividade, não necessariamente algo mecânico.

Sentimentos

Fazer amor envolve inúmeros sentimentos.

Os melhores vídeos do dia

Para que tudo seja totalmente gostoso para o casal, é necessário que o momento envolva confiança, carinho, amor e paixão, só depois disso chegam lá. Tudo isso é necessário para que a relação se torne completa e não apenas algo corporal, que acontecerá somente para receber o prazer e chegar ao clímax.

Duração

Quando nos envolvemos com alguém somente para satisfazer as nossas necessidades físicas, isso acaba se tornando algo passageiro. Agora, quando a relação envolve outros sentimentos, fazer amor se torna algo rotineiro na vida do casal, já que nenhum Relacionamento sobrevive sem companheirismo, amizade, respeito, afinidades e, lógico, atração física.

Apenas alivio

Muitas vezes, a procura por prazer é visto como um anti-estresse, um ato que lhe oferece satisfação e colabora para que a ansiedade suma naquele momento, isso pode ser um sinal de egoísmo, já que o ato acaba não envolvendo os sentimentos necessários para ter uma relação completa de amor.