A mentira e os boatos podem levar a desastres irreversíveis, punindo inocentes e destruindo a reputação de pessoas bem intencionadas. Seja por ódio, guerra, ignorância ou ganância, a mentira já causou e ainda causa desastres de proporções aterrorizantes.

1 - O SANGUE DAS CRIANÇAS TEM PODER

Em 1795, o rei da França Luis XV foi acusado de ser o responsável pelo desaparecimento de um grande número de crianças na cidade de Paris. A história tornou-se um escândalo, pois acreditava-se que o rei usava o sangue das crianças para banhar-se em busca da cura para a lepra, doença hoje conhecida como hanseníase. O fato é que os responsáveis pelo sumiço das crianças eram os policiais que recebiam para “limpar as ruas da cidade”.

Publicidade
Publicidade

2 - CORRAM QUE UM TERREMOTO VEM AÍ!

Em 1761, depois de dois pequenos tremores na cidade de Londres, os moradores ficaram aterrorizados quando os videntes da época disseram que era apenas o início do fim, pois um terrível terremoto estava por vir. Resultado: o pânico se instaurou, muitos habitantes fugiram com medo da destruição, mas, no final das contas, nada aconteceu.

Publicidade

3 - JUDEUS ACUSADOS DE ENVENAMENTO DE POÇOS ARTESIANOS

Durante o século XIV, quando a peste negra assolou a Europa, surgiu o boato de que o demônio estaria protegendo os judeus de morrerem em decorrência da peste. Acreditava-se num pacto: em troca da vida, os judeus teriam que envenenar os poços artesianos dos cristãos. O boato gerou uma perseguição religiosa, que resultou em 5 mil judeus queimados vivos, acusados de uma coisa que nunca aconteceu.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Curiosidades

4­­­­­­­­­­­ - CHICLETE DO CAPETA

Imagine nas mesquitas do Egito alto-falantes anunciando: não masquem os chicletes “Aroma e Splay”, são drogas do capeta! Esse fato aconteceu no Egito em 1996; os parlamentares do país juravam de pés juntos que Israel estava secretamente implantando chicletes afrodisíacos para que os universitários praticassem grandes orgias, corrompendo a juventude egípcia.

No ano seguinte, os chicletes do capeta foram parar na Faixa de Gaza, mas o boato era outro, as mulheres que mascassem os chicletes se transformariam em prostitutas de forma instantânea, elas corriam dos chicletes.

5 - DECAPITADOR DE CABEÇAS

A Indonésia e os seus casos de superstições macabras. Em várias épocas, acreditava-se que, para se obter sucesso durante a empreitada de grandes construções, era necessário oferecer cabeças humanas.

Publicidade

Surgiram rumores de que um “caçador de cabeças” estaria à solta para decapitar pessoas em prol da construção de um cais. A história se repetiu em décadas diferentes, deixando a população com medo de sair de casa e perder a cabeça.

6 - NÃO É CRISE, É SÓ FEITIÇARIA

Caso macabro na Indonésia: em 1998, o país enfrentava uma forte crise e surgiram boatos na zona rural de que a crise econômica do país era culpa dos feiticeiros do passado, gerando uma carnificina na qual várias pessoas consideradas curandeiras foram mortas devido a ideia de que o país se recuperaria da crise.

Publicidade

Porém, esse método parece não ter sido muito eficaz.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo