Apesar de toda importância que a calcinha alcançou e o fato de ela estar presente em quase todos os lugares, sendo vestida por mulheres de todas as raças, idades e classes sociais, há algumas informações sobre elas - melhores tecidos para sua composição, modelos mais adequados, como evitar que ela deixe a região vaginal abafada e mais sujeita à proliferação de microrganismos, por exemplo) que as pessoas não conhecem.

Publicidade
Publicidade

Veja a seguir algumas curiosidades sobre a calcinha e algumas dicas práticas para usá-la de forma otimizar a higiene, o conforto e a saúde vaginal:

1 – Calcinha fio dental e infecções

A calcinha fio dental, por causa do tamanho pequeno e dos materiais que geralmente são usados em seus tecidos, aumentam o risco de infecção porque não permitem boa respiração da área, retendo umidade e favorecendo a proliferação de bactérias.

Publicidade

2 - Algodão

Calcinhas feitas de algodão são mais recomendáveis porque o material facilita a passagem de ar, arejando a região e evitando o acúmulo de suor e bactérias, ajudando, portanto, a prevenir infecções vaginais.

3 - Sujeira indesejada

Não importa quão asseada você seja, provavelmente há um pouco de matéria fecal (cerca de um décimo de grama) em sua calcinha.

4 – Disney

Os funcionários que interpretam os famosos personagens nos parques da Disney eram obrigados a usar roupas íntimas comunitárias - a serem devolvidas no fim do expediente - porque as roupas íntimas comuns corriam o risco de ficar visíveis debaixo das fantasias.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Mulher

Alguns funcionários pegaram piolhos e sarna. A regra foi abandonada em 2001.

5 - Sono

O ideal é evitar o uso de calcinhas na hora de dormir, pois isso ajuda a deixar a região arejada e menos úmida, o que, por sua vez, diminui o risco de proliferação de bactérias e fungos nocivos.

6 – Troca frequente das peças

É muito importante que as peças sejam trocadas com frequência. As calcinhas limpas não só ajudam a evitar a proliferação de fungos e bactérias, a troca de peças também deixa a região mais arejada.

7 - Apesar de suas vantagens, como não marcar a roupa, a calcinha fio dental é uma péssima opção para atividades físicas. Segundo a doutora Shieva Ghofrany, obstetra e ginecologista, a pele fica irritada - por conta da movimentação da região - e há risco de transferência de bactérias nocivas do ânus para a região vaginal.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo