Publicidade
Publicidade

Há um bom tempo, muitas pessoas trabalham de forma autônoma como artistas de rua. Em todos os lugares encontramos indivíduos que mostram seu talento e levam a arte ao público. Essa é uma forma que eles encontraram para conseguir sobreviver ou ter uma renda extra, fazendo o que mais gostam.

Quem mora nas capitais, ou nas proximidades, a probabilidade de já ter encontrado um artista de rua é maior. Existem vários tipos como músicos, desenhistas, mímicos, dançarinos, malabaristas e as famosas estátuas vivas.

Publicidade

Estátuas vivas

As estátuas vivas são produzidas por artistas criativos que costumam pintar o corpo e usar um figurino temático ou se caracterizar como um personagem conhecido entre as pessoas. O papel principal é manter-se imóvel durante um período de tempo e quando uma pessoa deposita uma moeda, ou uma nota em sua caixinha, a estátua ganha vida e faz uma interpretação de acordo com o personagem representado.

Então, qualquer pessoa pode se pintar e ficar parado para ganhar dinheiro? Na verdade, para se tornar uma estátua viva é necessário ter uma preparação, treinar os movimentos do seu corpo, pois esse desempenho artístico consiste em ficar estático por horas em uma única posição e, além disso, a técnica de respiração e de mímicas são fundamentais para uma apresentação bem sucedida.

O desafio

O trabalho como estátua viva não é moleza, pois sempre tem um engraçadinho que aparece durante a apresentação querendo chamar a atenção e acaba deixando o artista em saia justa, mas não é o caso que vamos ver a seguir.

Segundo site “Shareably”, o jovem que desafiou a “estátua viva” é um youtuber chamado "Noster". Seu nome verdadeiro é Noah Kenaley, um dançarino muito talentoso e habilidoso que muitas vezes publica vídeos em seu canal dançando dubstep.

O youtuber estava em um shopping em Cincinatti, Ohio, quando se deparou com uma "estátua viva”.

Publicidade
Os melhores vídeos do dia

Mas ele não estava olhando para um artista de rua qualquer, acontece que a pessoa toda coberta de tinta era na verdade Eclypse, um membro de um conhecido grupo de dança chamado Milênio Robots. Eles se pintam todo de cinza e agem como se fossem robôs, e seus passos de danças são todos robóticos.

Devido à popularidade dos dois, uma multidão se formou no shopping para vê-los. Quando Noah desafiou Eclypse para uma batalha de dança dubstep, todos pararam para ver, tirar foto e filmar esse desafio que pode ser descrito como épico.

O mais incrível é a precisão e sincronismo que os dois tinham em cada batida da música. Sem dúvida, uma das melhores batalhas que você verá. Assista ao vídeo abaixo: