Praticamente impossível acreditar que aos 5 anos de idade uma menina possa ficar grávida. Parece ficção, mas é uma realidade muito triste e impactante, que aconteceu no Peru. Até os dias de hoje, ela é considerada a menina que foi a mãe mais nova no mundo. Seu nome é Lina Medina, ela nasceu em 1933, numa aldeia na região chamada Huancavelica (Andes Peruanos).

Tempos atrás, o conceituado jornal The Sun trouxe à tona o caso novamente, a fim de relembrar essa história, que é chocante.

Publicidade
Publicidade

Aos 5 anos de idade, intrigados e assustados ao ver a barriga de sua filha crescer assustadoramente, e ver Lina reclamar de dores abdominais, a criança foi levada ao hospital para realização de exames, na cidade de Pisco.

Os médicos, a princípio, suspeitaram que a criança tinha algum tipo de tumor, já que era apenas uma menina. Após a realização de vários exames, pasmos, os médicos tiveram a certeza de que a menina estava grávida.

Sua gestação já era avançada, estava no sétimo mês de gravidez.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Curiosidades Maternidade

O médico Gerardo Lozada constatou que a menina sofria de uma condição bem rara, mas que pode acontecer, que é a puberdade precoce. Mesmo parecendo absurdo, e sendo tão frágil e pequenina, seus órgãos sexuais já eram maduros, podendo, assim, engravidar normalmente.

Foi decidido que teria que ser feito uma cesariana, já que sua pélvis era pequena e não passaria um bebê. Semanas após a confirmação, e de exames realizados, Lina deu a luz à um menino, no dia 14 de maio de 1939.

Publicidade

Gerardo, como fora batizado em homenagem ao seu médico, pesava 2,7 kg e era muito saudável.

A priori, as autoridades suspeitaram de seu pai, Tiburelo, que chegou a ser preso por supostamente ter violentado sexualmente a garota, mas que foi solto por falta de provas. Lina jamais revelou quem era o pai de seu filho. Gerardo viveu até seus 40 anos de idade e faleceu em 1979, por uma doença na medula óssea.

Nunca foi comprovado que ele faleceu devido a algum problema relacionado ao fato de ter nascido de uma mãe precoce.

Em 1970, Lina casou-se e teve outro filho. Ela continua viva e mora em Lima, capital peruana.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo