Em teoria, o teletransporte consiste em transmutar a matéria em energia. Nesse processo, uma pessoa pode surgir em diferentes lugares sem a necessidade de percorrer o trajeto até eles.

Embora tenha se tornado popular a partir do seriado Jornada nas Estrelas (1966), o teletransporte de humanos e objetos ainda pertence ao segmento da ficção científica.

Contudo, em 2009, cientistas das universidades de Maryland e Michigan (EUA) realizaram significativos avanços na área.

Publicidade
Publicidade

Naquele ano, enviaram um átomo de um lugar a outro instantaneamente – apesar da distância trilhada ter sido de apenas um metro.

Agora, um inocente vídeo, exposto na internet nesta segunda-feira (20), intriga pessoas de todo o mundo.

Apesar das limitadas informações a respeito da data, local do acontecimento e do nome dos envolvidos, a gravação também foi exibida na imprensa estrangeira.

No filme, um adolescente em idade escolar, de bermuda branca e camiseta manga longa, surge dançando, aparentemente descontraído em um corredor da escola.

Publicidade

Enquanto outros estudantes conversam banalidades, alheios ao rapaz, que dança mexendo braços e pernas, como se tivesse ouvindo uma canção do Chuck Berry, a “mágica” acontece.

De repente, ao chegar no fim do corredor, ele abre os braços e abracadabra! Uma jovem se manifesta à frente dele.

Ainda que especialistas em imagens não opinaram sobre o evento, para atestar ou refutar a veracidade da gravação, é provável que tenha havido algum tipo de manipulação na fabricação do episódio.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Curiosidades

Afinal, teletransporte não existe – ao menos oficialmente.

Porém, uma rápida busca no Youtube remonta a diversos vídeos sobre o fenômeno - a maioria desmentido e explicado pelos youtubers.

No entanto, o caso mais famoso envolvendo teletransporte, supostamente aconteceu na Segunda Guerra Mundial, durante experimento militar da Marinha dos Estados Unidos.

Batizado de Projeto Philadelphia, o assunto é amplamente conhecido pelos adeptos de teorias conspiratórias.

Depois do vídeo do hipotético teletransporte juvenil, assista ao documentário produzido pela emissora History Channel.

PROJETO PHILADELPHIA

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo