O paranormal Carlinhos Vidente falou, em entrevista no final de 2016, sobre algumas de suas previsões para 2017. Após ganhar visibilidade na mídia por prever a queda do avião da Chapecoense, cerca de um ano antes, o vidente falou sobre o atual presidente da República, Michel Temer.

De acordo com ele, o ex-vice-presidente da chapa com Dilma Rousseff vai ser pressionado a deixar a chefia do poder Executivo por problemas com a Justiça. Carlinhos afirma que Michel Temer deve deixar o cargo até o início do segundo semestre deste ano.

Carlinhos Vidente falou sobre eleições diretas que ocorreriam após a renúncia de Temer.

Publicidade
Publicidade

De acordo com ele, o vencedor seria Álvaro Dias, que é senador pelo PSDB, mas trocou de partido e hoje está no PV. Ele ganharia de Marina Silva e Ciro Gomes com facilidade.

O motivo de tal fragilidade de Temer seria, principalmente, o avanço da Operação Lava-Jato contra o peemedebista e seus aliados, como Romero Jucá. Antes de fazer previsões sobre o atual presidente, o vidente falou sobre Dilma Rousseff. Segundo ele a petista seria deposta. Confira o vídeo gravado em 2015, em que ele ainda fala sobre qual seria o grande vencedor do Campeonato Brasileiro naquele ano.

Publicidade

Avanço da Operação Lava-Jato

Assim como o ex-presidente Lula e o senador tucano Aécio Neves, Michel Temer tenta boiar no oceano da Lava-Jato. Fernando Baiano era visto como o representante de Temer e Cunha dentro da Petrobrás, de acordo com o lobista Júlio Camargo.

Uma planilha encontrada com um dos executivos da Camargo Corrêa apresenta o nome de Temer como um dos beneficiados num esquema de uma rodovia de Praia Grande, no litoral de São Paulo.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Lava Jato Michel Temer

O peemedebista teria recebido R$ 40 mil devido ao envolvimento.

Dois condenados da Lava-Jato, João Henriques e Jorge Zeladas, foram inseridos na Petrobras a mando de Temer. As informações foram dadas pelo Senador Delcídio do Amaral, ex-PT.

Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS, teria pago R$ 5 milhões a Temer. A informação foi colhida de uma mensagem do celular de Pinheiro para Eduardo Cunha. Ainda corre na justiça o processo que tenta cassar a chapa Dilma-Temer.

A tentativa do atual presidente é não cair até o final do ano que vem.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo