Quando o ufólogo da Rede Brasileira de Pesquisas Ufológicas (BURN, sigla em inglês), Josef Prado, me procurou para falar que ele e o colega Edison Boaventura Jr, outro experiente pesquisador da área, tinham obtidos cerca de 70 fotos sobre ovnis, tiradas pela Força Aérea Brasileira (FAB), de imediato percebi o potencial desses registros em sacramentar de vez a realidade do fenômeno.

As imagens, lógico, foram captadas de fontes militares e civis envolvidas na emblemática Operação Prato, destinada a averiguar ocorrências de UFOs nos estados do Pará e Maranhão, nos anos de 1977-78.

Confira abaixo a entrevista. Você também pode acessar o vídeo dos pesquisadores (final da matéria), onde eles salientam os pormenores de toda a pesquisa.

Devido a extensão da reportagem, o material será dividido em duas partes. Portanto, não deixe de acompanhar a continuação do artigo, intitulado: Ovnis fotografados pela FAB (parte II).

Diversas fotos foram adquiridas a partir de filmagens efetuadas por câmeras Super- 8.

Essa é a maior coleção de imagens militares já feita na história do Brasil.

Mas, afinal, o que foi a Operação Prato? Ocorrida na década de 70, no Pará e Maranhão, a operação foi orquestrada por membros da FAB, que foram aos estados investigar relatos de populares que diziam sofrer ataques de objetos desconhecidos no céu.

Como resultado, centenas de fotografias e longas horas de filmagens foram geradas.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Curiosidades

Contudo, até hoje, somente umas poucas imagens tinham sido expostas.

Para saber mais, assista o vídeo ao término da entrevista.

1 – Além de você e do Boaventura Jr, mais alguém se envolveu na pesquisa das fotos?

Resposta: Não. Somente nós dois tomamos esta decisão de compilar o material fotográfico e disponibilizar ao público, devido a importância e raridade que este material representa para a Ufologia Brasileira.

2 – Essas fotografias já haviam sido expostas na mídia? Ou é a primeira vez que as dezenas de imagens são adquiridas?

Resposta: Poucas imagens foram divulgadas na mídia. Esta é a primeira vez que divulgamos de uma única vez, mais de cem fotografias e algumas delas inéditas.

Algumas são coloridas e outras em preto e branco. A novidade é que estamos disponibilizando fotos dos fotogramas dos vídeos Super-8 que ainda estão de posse da Aeronáutica.

3 – Como vcs chegaram às fotos? Vocês conversaram com pessoas sobre as imagens? Conseguiram falar com alguém das Forças Armadas sobre as fotografias?

Resposta: O Edison conversou com civis que tiveram acesso a este material em várias ocasiões e com militares nos anos de 1999, 2004 e 2005 em Brasília.

Em 2002, o Edison pesquisou o fenômeno no Pará e Maranhão. No Maranhão, teve contato com um militar que passou cópias de documentos e fotos. Algumas autoridades pediram anonimato, mas outras forneceram fotos de seus arquivos pessoais, como o coronel Gabriel Brasil, sargento Flávio Costa etc.

4- Quem são os donos dessas fotos?

Resposta: As fotos e negativos originais estão no COMDABRA (FAB) em Brasília – DF. Muitos deles foram “confiscados” pelos militares dos repórteres fotográficos dos jornais da região na época (principalmente em 1977 e 1978). Muito desse material que estamos disponibilizando são digitalizações que fizemos de fotos que foram reveladas a partir dos negativos originais, por militares que nos cederam as mesmas.

Para ver todas as fotos e detalhes, como localização, ano, equipamentos usados etc, copie e cole o link no navegador:

http://www.portalburn.com.br/downloads/operacao_prato/fotos/

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo