Você sabia que, quando uma pessoa se apaixona pela outra, é porque houve um motivo para isso? Ou seja, há fatores, características e qualidades que se uma pessoa tiver, atraem outras sem que elas percebam. Sendo assim, quando alguém se apaixona por você, é porque viu algo de especial na sua pessoa ou uma certa situação especial ocorreu no momento em que se conheceram.

Essa ideia é defendida pela psicóloga e escritora Ayala Pines, que através de muitos estudos descobriu quais são os principais fatores que influenciam uma pessoa na hora que ela se apaixona pela outra. Confira quais são segundo a teoria da escritora:

  1. Certos tipos de atitudes e também traços de personalidades parecidos.
  2. Uma proximidade geográfica ou uma certa sintonia.
  3. Uma personalidade forte e uma aparência que seja desejável.
  4. Quando o sentimento é recíproco, seja ele de carinho, amizade ou Amor.
  5. Quando há algo que satisfaz as necessidades da pessoa.
  6. A excitação transmitida, seja ela física ou emocional.
  7. Influencia social, aprovação das pessoas do ciclo de convivência.
  8. Os sinais que a voz transmite ou, algo que o olhar ou andar diz.
  9. Ser predisposto ao amor e demonstrar isso.
  10. A possibilidade de poder estar só com quem ama.
  11. Quando há mistério, seja na pessoa ou em uma determinada situação.

Quando se apaixonam, as pessoas normalmente estão abertas a isso, mesmo que inconscientemente.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Relacionamento

Ou seja, ‘a ocasião faz o ladrão’ e para se apaixonar, basta estar no lugar certo, no momento exato e ao lado da pessoa certa.

Existe amor à primeira vista?

Um certo estudo feito pelo psicólogo Arthur Aron, da Universidade de Toronto, revelou que é possível que uma pessoa desperte o interesse amoroso em outra, isso apenas no primeiro contato.

Afirmando, assim, a ideia defendida por muitos de que existe o ‘amor à primeira vista’.

Durante o estudo, o especialista aplicou 36 perguntas de variados assuntos para cada dupla de pessoas que estavam participando da pesquisa. Eles tiveram que respondê-las dentro de 45 minutos. O intuito de Aron com isso tudo era o de tentar descobrir até que ponto as pessoas desconhecidas podem criar vínculos e quanto tempo em média elas precisam para isso.

Depois que os participantes responderam todas as perguntas, o psicólogo pediu para que cada dupla se encarasse fixamente por 4 minutos. Desse modo, ele queria saber se elas criariam tal vínculo e se após a pesquisa iriam querer se encontrar novamente.

Como conclusão, Aron descobriu que, após os testes, houve um aumento no grau de intimidade entre os participantes.

Os melhores vídeos do dia

Com isso, ele definiu que é possível que uma pessoa desperte o interesse amoroso por outra apenas no primeiro contato. Ou seja, pode existir o amor à primeira vista.