Talvez você nunca tenha tido tal experiência, mas provavelmente já deve ter ouvido falar que mulheres que passaram a conviver com outras, passaram a ter ciclos menstruais idênticos, ou seja, que ocorrem ao mesmo tempo, não é mesmo? Seja entre amigas, irmãs ou entre mães e filhas, a impressão que dá é que isso geralmente acontece. Agora, qual seria a razão para isso?

Publicidade
Publicidade

Sincronia no ciclo menstrual existe ou não?

Embora essa crença exista e muitas mulheres já tenham passado por tais situações, um estudo feito pela Universidade de Oxford, junto com o aplicativo de fertilidade chamado ‘Clue’, concluiu que tal sincronismo entre menstruações não existe. E o que ocorre, na verdade, é o contrário do que as mulheres pensam.

Quanto mais próximas as mulheres convivem, as chances dos períodos menstruais ocorrerem em dias distintos podem aumentar, segundo o que os cientistas descobriram. Curioso, não?

Quanto mais as mulheres convivem juntas umas com as outras, as chances dos períodos menstruais ocorrerem em dias distintos podem aumentar
Quanto mais as mulheres convivem juntas umas com as outras, as chances dos períodos menstruais ocorrerem em dias distintos podem aumentar

O estudo foi realizado da seguinte forma

Para que os pesquisadores chegassem a tal conclusão, foram formadas 360 duplas constituídas de mulheres que foram voluntárias e que conviviam mais próximas. Depois, eles passaram a acompanhar e a analisar três períodos de ciclos menstruais que existiam entre elas.

Após muita análise, eles descobriram que 273 das duplas, ou seja, 75% das participantes, tinham ciclos distintos umas das outras, isso, mais no terceiro mês do que no primeiro em que estavam convivendo juntas e quando foi feita a análise. As outras 79 duplas passaram a ter ciclos mais próximos umas das outras curiosamente.

Publicidade

Resultado

Depois de feito o estudo, os pesquisadores disponibilizaram um relatório que explicava que a média de diferença que existia entre os ciclos das participantes que eram mais próximas tinham o intervalo de 10 dias e depois da análise, passou para 38 dias. Ou seja, a possibilidade desses ciclos se afastarem foram maiores.

A partir desse relatório, os pesquisadores puderam afirmar que, definitivamente, há uma enorme probabilidade dos ciclos menstruais das mulheres que convivem juntas se afastarem ao invés de se aproximarem, que é o que muitas acreditam que seja o que realmente ocorre.

Porém, pelo que disse Marija Vlajic, em entrevista para o jornal The Guardian, é muito normal que os ciclos menstruais voltem a ficar sincronizados no intervalo de seis meses. Ou seja, é isso que pode dar a impressão para as mulheres de que elas menstruam juntas, sendo assim, apenas uma confusão feita por elas.

Leia tudo