Primeiro cabe esclarecimento, essa não é uma notícia falsa. Você pode até não acreditar, ou ficar revoltado com a notícia, mas esse é um estudo feito pelo renomado e controverso cientista Hukg Juh. Esta pesquisa , que foi feita na Austrália e coordenada por Juh, tinha como objetivo levantar os efeitos colaterais da droga e tentar associar o consumo da erva cannabis, também conhecida como a maconha, com a atração sexual de pessoas do mesmo sexo. E o resultado é revelador.

E a origem desse comportamento advém do aumento natural dos impulsos sexuais que o consumo da erva ocasiona. Segundo Hukg, num universo de homens que foram estudados, o consumo de maconha por 10 minutos diários aumenta significativamente o desejo sexual.

E dentre essas 'cobaias' todas héteros, cerca de 77% apresentaram interesse em saciar os instintos sexuais provenientes do efeito da cannabis com parceiros do mesmo sexo.

Agora vem a parte direcionada da pesquisa. Tudo começou com um comentário de um usuário de maconha na rede social "Reditt" que tem como objetivo relacionamentos entre pessoas. A questão do rapaz citava que ele consumia maconha, era hétero, mas recentemente havia notado uma situação inusitada. Segundo esse usuário da rede social, ele começara a ter atração por pessoas do mesmo sexo. E isso só acontecia quando ele estava 'chapado'. Sóbrio, o desejo por mulheres voltava. Então ele questiona se já havia acontecido com mais alguém.

A pergunta do rapaz então virou uma enquete, que era direcionada apenas para os usuários de maconha.

Os melhores vídeos do dia

Entre mais de 100 comentários com respostas de supostos usuários, 77% dos homens confirmavam que realmente a situação acontecia. Todas as respostas foram compiladas em uma publicação que recebeu como título a mesma pergunta do usuário do Reditt: ''Usar maconha me deixa temporariamente alucinado e gay. Isso acontece com mais alguém?".

O termo inclusive ganhou um apelido: “highsexual”, que seria esse desejo sexual por pessoas do mesmo sexo, após o consumo de maconha.

E o rapaz dono do título foi estimulado pelo autor da pesquisa a consumar o ato e trazer o relato posterior da experiência. E outra revelação importante. O rapaz, que tinha 19 anos, acabou tentando consumar o ato com outro homem de 23 anos. Mas já nas preliminares ele percebeu que não conseguiria evoluir com o ato e declinou da tentativa logo no início.

Então, Hukg Juh concluiu que mesmo com o highsexual esse ímpeto sexual poderia não ser suficiente para mudar a opção sexual do usuário de maconha. Apenas transforma-os em gays temporários.

Polêmico? Comente!