Após o parto, são muitas as dúvidas que ficam entre as mulheres e que podem dificultar muito a sua vida. Os dias seguintes à chegada de um bebê à família são momentos de adaptação, em quase tudo. Também a vida sexual sofre alterações e pode tomar o seu tempo até que tudo retorne a uma normalidade.

Por isso, o portal UOL entrevistou vários especialistas obstetras e ginecológicos para saber o que muda realmente na Mulher e desmistificar assim algumas de suas dúvidas mais complexas.

Conheça na lista abaixo os sete itens que os especialistas fazem questão de explicar:

1 - Tamanho da vagina

Algumas mulheres se queixam que, após o parto, a vagina fica mais larga. Ora, a questão do tamanho da vagina é desmistificada pelos especialistas, que consideram como falso que o tamanho aumente com a gestação. Porém, um certo alargamento pode advir de outros fatores como o número de partos, alguma lesões perineais e, especialmente, o aumento de peso.

2 - Sem sexo no pós parto

Apesar de todos os mitos, os especialistas não têm dúvidas que o sexo após o parto não é recomendado. Nesse ponto, o conselho é válido tanto nos partos normais como em cesáreas. Guardar um bom tempo de resguardo vai ajudar a mulher a se recompor e a cicatrizar qualquer dano provocado no pós-gravidez e nascimento do bebê.

Nos primeiros dias, a relação íntima pode provocar lesões e infeções.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Mulher

No entanto, os especialistas alertam que existem alternativas, que não envolvam uma relação íntima vaginal, e que possibilitam ao casal ter os seus momentos de prazer.

3 - Perder a vontade

Os especialistas explicam que, logo após o parto, nem sempre existe a predisposição para praticar o amor. Com todas as mudanças com o bebê, algumas mulheres colocam outras prioridades em primeiro e, com tantos afazeres, falta tempo para outras coisas.

Por vezes, a intimidade fica negligenciada. Porém, com o passar do tempo, os especialistas garantem que tudo volta a ser como antigamente e a vontade é recuperada naturalmente.

4 - A primeira vez após o parto

Depois de o bebê nascer, existe um período de abstinência sexual e o regresso pode ser parecido com o vivido durante a perda da virgindade. Os especialistas falam mesmo que pode doer ou até sangrar.

No entanto, não existem razões para alarmes e coisas simples, como um lubrificante, podem facilitar a que esse momento seja menos doloroso e mais prazeroso para a mulher. Em caso de persistência dos sintomas, a mulher deverá, naturalmente, consultar um médico.

5 - Leite durante o ato

Entre as mudanças, existe uma que pode causar um maior constrangimento. Como a mulher ainda estaria, supostamente, amamentando, pode ocorrer de sair um pouco de leite durante a relação.

Os especialistas pedem para que não valorizem essa questão, que é natural e que não deveria ser nunca um motivo de vergonha. Para facilitar, a mulher pode usar um sutiã.

6 - Pode engravidar logo?

A resposta é conhecida por muitos, mas vale sempre a pena relembrar. E é sim. Apesar de a ovulação não ser tão comum após o parto, isso não é seguro e o aconselhável é sempre se proteger, mesmo antes do retorno dos ciclos menstruais.

7 - Conselho: ter paciência

A última característica é um conselho para todas as novas mamães, para que tenham paciência, para que não se julguem e que relaxem muito mais. Acima de tudo, que desfrutem da alegria de ter um bebê em casa. No geral, tudo volta a ser como antes. Por isso, não existe motivo para alarme.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo