Em geral, com o intuito de evitar uma gravidez, e se proteger contra doenças, a maioria dos médicos recomendam a utilização de dois anticoncepcionais. O primeiro e mais utilizado é a camisinha, em seguida a pílula anticoncepcional, utilizada também em tratamentos hormonais. O segundo é usado pelas mulheres.

Como há diversas pílulas no mercado, o ginecologista deve recomendar a pílula de acordo com a paciente.

Após uma análise completa, poderá ser feita a indicação correta de qual anticoncepcional deverá ser tomado. É necessário fazer um acompanhamento, para se ter certeza que o remédio indicado está fazendo efeito. O inchaço e aumento de peso são comuns no tratamento.

É importante ressaltar que algumas pílulas não são tão eficaz, portanto, não é recomendável confiar cem por cento nelas, e é essencial a utilização do preservativo para complementar o cuidado.

Mas, é importante destacar que essas pílulas foram uma verdadeira revolução na ciência. Antigamente, as mulheres engravidavam diversas vezes, por isso, a maioria delas que nasceram a muito tempo atrás têm uma quantidade maior de filhos. Hoje em dia chega a ser raro encontrar uma mulher que tenha mais de cinco, seis filhos.

Além de prevenir e evitar a gravidez, a pílula consegue controlar e diminuir o fluxo de menstruação, contribuindo contra cólicas, sangramentos contínuos, e na prevenção do câncer de ovário.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Relacionamento

Por isso, é recomendável que após menstruar pela primeira vez, faça-se um acompanhamento com um ginecologista. O principal objetivo do anticoncepcional foi sempre prevenir a gravidez.

Ainda não existe um anticoncepcional masculino, mas especialistas já estão estudando, e inclusive algumas pesquisas chegaram ao ponto de testes nos homens, porém, nada em concreto ainda. Para que os homens cuidem para evitar uma gravidez é preciso utilizar o preservativo, ou então passar pelos procedimentos da vasectomia.

Mas o que acontece se os homens tomarem a pílula delas?

Ingerir o anticoncepcional feminino pode causar efeitos adversos aos homens, além de não fazer efeito na prevenção da possibilidade de engravidar a companheira. Como há uma grande quantidade de hormônios femininos na pílula, com o passar do tempo, o homem pode desenvolver características advindas dos hormônios femininos e corre o risco até de ficar impotente.

Pode causar grandes mudanças corporais e diminuir consideravelmente a produção de espermatozoides.

Um dos grandes riscos é o enfraquecimento dos ossos, além disso, os pelos da face também podem diminuir e pode causar também grandes problemas mentais, como depressão e insônia.

Portanto, homens, não tomem a pílula anticoncepcional feminina, pois podem estar colocando a vida em risco, além de não fazer o efeito esperado.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo