O preservativo é um verdadeiro aliado na vida dos casais. Ele já existe há décadas, mas se popularizou no final da década de 1980, após o vírus do HIV assustar o mundo. Como a doença transmitida pelo sexo, naquele período, tinha taxa de mortalidade de quase 100%, as pessoas ficaram com medo e pararam de transar sem camisinha.

Infelizmente, números mais recentes mostram que a população jovem atual tem deixado de usar o preservativo e os médicos [VIDEO] já chegam a falar de infestação de AIDS.

Os erros mais comuns de quem usa camisinha

Além da AIDS, o sexo sem proteção pode gerar uma gravidez indesejada e, ao longo dos anos, a popular Camisinha acabou ajudando governos a trabalharem o controle de natalidade.

Hoje, casais brasileiros têm, em média, dois filhos.

Há 30 anos, esse número era superior a cinco filhos por casal. Ainda assim, pessoas que usam o preservativo ainda cometem erros muito comuns e estes persistem em acontecer. A seguir, separamos uma lista com 9 destes erros. Confira:

1 – Ignorar que o preservativo tem uma validade

Passado o tempo de validade, o látex pode fazer mal à pele ou, até mesmo, estourar.

2 – Não guardar o preservativo adequadamente

Nada de guardar na carteira, dobrar etc. As camisinhas precisam estar inteiras e perfeitas.

3 – Usar o preservativo apenas na hora de liberar o esperma

A camisinha é para ser usada em todas as horas. As doenças não são transmitidas só no momento do ápice do prazer. Por isso, use-a da forma correta.

4 – Não colocar a camisinha da forma adequada

Mesmo sendo muito popular, é comum que pessoas coloquem a camisinha de forma errada.

Para muitos, colocá-la é um sacrifício e pode provocar terríveis situações.

5 – Insistir no erro e ficar com o mesmo preservativo que já foi colocado de forma equivocada

Se perceber que a camisinha foi colocada de forma errada, jogue-a fora, pegue outra e tente colocá-la até que se acerte.

6 – Não fazer a troca de camisinha durante o ato vaginal e anal

Isso é mais comum do que parece e pode levar a secreção da vagina da mulher para o ânus, disseminando doenças.

7 – Abrir o preservativo usando os dentes

Isso não vale apenas para a embalagem, mas também para quem insiste em colocar o preservativo na boca. Alguns acham sexy a atitude, mas pode ser fatal nesse momento.

8 – Usar os lubrificantes errados

Alguns lubrificantes têm a capacidade de provocar microfuros na camisinha. Por isso, utilizar os lubrificantes errados pode trazer consequência seríssimas.

9 – Não usar preservativo se for casado

Não usar preservativo por ter relação estável é uma atitude que deve ser tomada com acompanhamento de especialistas. Apenas eles vão passar testes contra DSTs regulares para o casal.

Ainda é muito comum a transmissão de AIDS entre pessoas que mantêm relações estáveis e não necessariamente ocorre por traição. Quem tem o vírus que gera a AIDS pode ficar, pelo menos, 7 anos sem sintomas.