Sem dúvida, todas mulheres têm um especialista que faz parte de sua vida. Os ginecologistas passam a fazer parte da vida delas desde a adolescência até a maturidade, para que o sistema reprodutor das mulheres fique sempre saudável.

São eles os responsáveis por manter saúde íntima de todas mulheres. É sempre bom que a mulher tenha o hábito de ir ao consultório do ginecologista, para que ela possa se manter sempre informada. Algumas mulheres costumam fazer as consultas apenas com um médico a vida toda e, por esse motivo, elas acabam se sentindo mais à vontade e dividindo coisas mais íntimas com eles. O que a maioria das mulheres não tem em mente é que os ginecologistas não se sentem confortáveis com alguns comportamentos que elas praticam no consultório ou situações que a levem ficar menos saudáveis.

Como eles são profissionais, eles preferem ficar quietos diante dessa situação. Com o intuito de mostrar para as mulheres algumas atitudes que elas comentem e os especialistas não gostam, separamos uma lista com esses “erros”. Esses comportamentos não agradam os ginecologistas, mas eles preferem não contar>

1 – Mulheres que falam mentiras sobre seus sintomas: Embora muitas mulheres vão frequentemente ao ginecologista, algumas se sentem constrangidas e acabam falando mentiras sobre algum sintoma que elas possuem, mas o que elas não sabem é que essa atitude pode estar prejudicando a saúde delas. Todos os médicos detestam isso e com toda razão. Afinal, eles podem até sair prejudicados dessa história, pelo motivo de ficar com a fama de não curar ninguém. Dessa maneira, é indispensável que, ao ir a uma consulta, a mulher fale toda a verdade sobre seus sintomas.

2 – Mulheres que sentem constrangidas com o pelo do corpo: O único fundamento da depilação é o fator estético. Todos ginecologistas alertam as mulheres para deixar um pouco de cabelo na parte pubiana para deixar a região íntima mais protegida. Então, não precisa ter vergonha de alguns pelos no corpo.

3 – Quando elas começam a buscar respostas na internet e não os procuram: Sem dúvida, é bastante natural que alguns pacientes, antes de marcar uma consulta com um especialista, tenham o hábito de buscar respostas de alguns sintomas na internet. Os médicos detestam esse comportamento.

Eles têm conhecimento mais aprofundado do que os sites. Não adianta ficar procurando soluções na internet, pois ela não vai lhe examinar para saber qual seu sintoma. Dessa maneira, mantenha sempre um diálogo com seu médico e confie nele.

Lembre-se de deixar o seu comentário. Sua opinião é muito importante e nos ajuda a debater temas de relevância para a nossa sociedade.