Como sempre aparece nos jornais, revistas e televisão [VIDEO], diversas pessoas são envolvidas em algum tipo de crime todos os dias. Entretanto, há também uma lista de gente famosa que já se envolveu em algum tipo de crime em algum momento de sua vida.

Para começar, o caso de Guilherme De Pádua, que em dezembro de 1992 junto com sua esposa, Paula Thomaz, assassinou a atriz Daniella Perez , filha da autora de novelas Glória Perez, com quem ele fazia um par romântico em De Corpo e Alma. O ator também tentou se aproximar da atriz longe das câmeras, o que enfureceu a esposa. O casal planejou uma emboscada e assassinou Daniella com 18 golpes de tesoura e depois jogou o corpo em um matagal.

O ex-jogador de futebol Edmundo dirigia em altíssima velocidade e acabou batendo em um Fiat Uno, no final do ano de 1995. Dois passageiros do Fiat e quatro mulheres, que estavam com ele em sua caminhonete, faleceram.

No ano de 2000, foi a vez do cantor Alexandre Pires entrar para a estatística. Ele bateu na traseira de um motoqueiro [VIDEO] e fugiu do local sem prestar socorro. A vítima veio a óbito três dias depois.

O cantor Renner [VIDEO], totalmente embriagado, atropelou e matou um casal que estava de moto em uma rodovia n o interior de São Paulo. O jornalista Pimenta Neves matou a namorada em 2000. Sandra Gomide também era jornalista e sempre recebia ameaças de morte por parte dele.

O ex-goleiro Bruno, do Flamengo, embora não tenha matado pessoalmente, foi considerado mandante do assassinato de Eliza Samudio, sua amante.

O crime ocorreu em 2010 e seu corpo nunca foi encontrado.

Zezé Polessa se envolveu em uma discussão com um motorista da Rede Globo por ele ter errado o caminho. Logo após o incidente, o funcionário de 62 anos de idade sofreu um infarto e morreu.

O cantor Lindomar Castilho matou a mulher com um tiro à queima roupa, em 1981, dentro de um bar. O amante de sua mulher, que era primo do cantor, também foi atingido, mas conseguiu sobreviver ao atentado. Ele passou sete anos na cadeia.

Outro caso bem conhecido foi da atriz Brynn Hartman, que era casada com Phil Hartman, um grande humorista americano, que era bastante conhecido pelo seus trabalhos. Um dos mais importantes foi em Saturday Night Live e Os Simpsons. Uma noite, ela esperou o marido cair no sono e o atingiu com três tiros. A atriz ligou comunicando o caso para a polícia e pediu que eles tirassem as crianças da casa. Depois, a atriz se trancou no banheiro e cometeu suicídio.