Embora a medicina tenha conquistado grandes avanços nos últimos anos. Ainda existem doenças que não tiveram suas curas encontradas.

Algumas dessas doenças causam deformação no corpo das pessoas. Isso pode fazer com que as pessoas que sofram com isso tenham sua autoestima baixa.

Um garoto, de apenas 12 anos, sofre com uma doença muito estranha que incha e deforma suas mãos. A síndrome desse garoto é bem parecida com a elefantíase.

Erick vive em um povoado muito pequeno, onde moram pessoas supersticiosas. O problema é que essas pessoas julgam o garoto, afirmando que ele é amaldiçoado por Deus. Alguns habitantes apelidaram o garoto de ‘diabo’.

Os amigos de Erick o chamam de Rick.

O pai de Rick faleceu e ele não possui a menor condição de dar continuidade ao seu tratamento. Os custos para continuar se tratando são elevados e o governo local não oferece tratamento gratuito para ele.

O garoto lamenta não poder ter uma vida tão normal quanto a de outras crianças. Ele diz que seu desejo era poder frequentar a escola, estudar e brincar com todas as crianças. Ele disse que o seu sonho é ter mãos ‘normais’.

Algumas coisas do dia a dia ele só consegue fazer porque seu irmão Harygian o ajuda muito.

Tarefas que aparentemente são simples para a maioria das pessoas, são grandes problemas para Rick. Ele não consegue tomar banho ou se vestir sem ajuda.

Hargyan sempre ajudou seu irmão Rick. Ele revelou que seu maior desejo era ver o seu irmão completamente curado.

Também afirmou que os médicos daquela região nunca os ajudaram. Sempre disseram que Rick precisa de um tratamento muito específico. Porém, o tratamento não poderá ser feito, afinal, os jovens não possuem condições para tratar esse grande problema.

A condição do jovem rapaz é um grande mistério. Alguns médicos afirmam que jamais se depararam com algo parecido.

Os médicos locais não sabem qual é o real problema de Rick, por isso, disseram que ele precisa procurar ajuda especializada. Ele precisa de um médico que conhece essa anomalia, para então decidir qual seria o tratamento mais adequado para o caso dele.

Enquanto ele não consegue se tratar, ele é obrigado a viver com essa situação que lhe causa grande constrangimento. O constrangimento em si não é por causa dessa síndrome que ele tem e sim por causa do preconceito que ele sofre.

Lembre-se de deixar o seu comentário. Sua opinião é muito importante para a nossa equipe e sempre ajuda no debate de temas com relevância para a nossa sociedade.