Roberto Esquivel Cabrera, aos 54 anos, ficou conhecido como o homem do "maior pênis do mundo". A sua história começou a ser contada ainda em 2015, quando ele revelou a tabloides internacionais que ainda era virgem, já que nunca nenhuma mulher teve coragem de ficar com ele.

Dois anos depois, muita coisa mudou. Roberto, que chegou a pensar em fazer uma cirurgia para redução de seu órgão genital, desistiu da ideia e hoje diz com orgulho que gosta do seu dote enorme. Para Esquivel, essa é sua marca e se não fosse por isso, ele não teria toda a fama que tem.

Homem do 'maior' órgão genital do mundo pensou em cortar o próprio pênis, mas desistiu

O mexicano viveu um verdadeiro drama por conta do seu órgão genital.

Em estado flácido, o homem tem 48 cm de exposição. Isso, no entanto, acabou virando um grande problema em sua vida. Ele pensou até em fazer uma polêmica cirurgia.

O pênis de Roberto Esquivel é tão grande que até de calça comprida dá para vê-lo batendo em sua canela. A situação, é claro, é constrangedora. Por conta da condição bizarra, o mexicano do "maior órgão genital" do planeta praticamente não sai de casa.

Médicos revelaram que mexicano do maior pênis do planeta poderia correr riscos sérios

A situação de Cabrera é tão grave que até médicos estimulam que ele faça algum tipo de cirurgia para reverter a sua condução. O dia-a-dia do mexicano, de acordo com os especialistas, pode acabar sendo muito limitado.

Práticas cotidianas, como fazer sexo, podem virar uma grande tortura. Especialistas revelam ainda que tanto Roberto quanto sua possível parceira também poderiam se machucar em um ato sexual.

Mesmo assim, ele se recusa a passar pelo procedimento.

Apesar de pênis gigante, Roberto Cabrera não tem ereção e não pode ter filhos

Como o órgão sexual é muito grande, Roberto não consegue deixá-lo ereto. Ele é tão pesado que fica sempre caído e, dessa forma, ainda que uma mulher tentasse ter relações íntimas com o mexicano, ele não teria ereções e também não seria capaz de ter filhos.

Questionado porque tomou a polêmica decisão, Roberto tentou se explicar. "Na cultura latina, quem tiver o maior pênis é mais másculo. É algo que faz se sentir diferente do resto das pessoas e especial", afirmou.

Vida do homem do pênis enorme mudou após fama

A situação de Roberto hoje é um pouco diferente. Ele recebe ajuda financeira mensal do governo mexicano, por ser considerado como uma pessoa com deficiência. Além disso, Roberto conquistou muitos fãs e até foi chamado para fazer filmes eróticos.