Uma situação grave envolve um jovem que virou um fenômeno na internet. Junior Silva, de 12 anos, ficou conhecido em todo o Brasil por ensinar a fazer crochê nas redes sociais. O sucesso do adolescente, no entanto, fez com que ele fosse vítima de algo triste. O perfil dele no Facebook, em que divulgava o conteúdo do seu crochê, simplesmente foi removido das redes sociais. O menino já contava com praticamente 50 mil seguidores nas redes sociais. Para ele, tudo o que ocorreu é uma grande frustração.

Adolescente que ensina crochê tem perfil removido do Facebook e desabafa: 'Estou arrasado'

O jovem disse que estava arrasado, muito chateado com os acontecimento.

Ele disse que não era a primeira vez que esse tipo de coisa acontecia. Assim que criou as aulas de ensinar a fazer crochê, o adolescente teve o perfil do Facebook retirado do ar, mas tinha poucos seguidores. Agora ele teve um perfil maior deletado. Junior Silva disse que estava muito triste com o que ocorreu, especialmente por ter perdido todas as suas postagens. Ele disse que ficou ainda muito assustado com os acontecimentos.

Perfil de jovem que dá aulas de crochê foi excluído por menino ter menos de 13 anos

O Facebook confirmou que retirou o perfil do adolescente do ar porque ele tinha menos de 13 anos de idade. A assessoria de imprensa da rede social entrou em contato com o portal de notícias G1, que revelou, através de telefone, que existe a possibilidade de uma ou mais pessoas terem denunciado o perfil do menor de idade e que, por isso, o perfil foi excluído.

A rede social não reativará o perfil do adolescente, pois a idade dele viola os termos de condição do Facebook. A rede social ainda deu uma dica a Junior Silva, dizendo que ele pode ter uma página na rede social, desde que um adulto seja o administrador.

Perfil do adolescente que ensina crochê foi removido do Facebook: 'Não vou desistir'

Apesar do susto e da tristeza, o jovem afirma que não irá desistir de continuar ajudando outras pessoas a aprenderem a fazer o crochê. A mãe do menino também conversou com o G1. Denise Vieira contou que não sabia de que o adolescente não poderia ter um perfil com essa idade e que vai fazer agora uma fanpage para ele, onde ensinará a fazer crochê novamente. Denise também contou que ficou muito triste com tudo e que, apesar do menino ter ficado acabado, ele se reerguerá para ensinar novamente a sua arte do crochê.

E você, o que achou da atitude do Facebook? Deixe o seu comentário.