Já imaginou viver quatro anos de sua vida noiva de alguém que você não sabe quem é? Um homem com quem você jamais conversou? Pois bem, este é o caso de Jill Sharp, que viveu uma mentira por aproximadamente quatro anos e enganou todo mundo. Todas as fotos de Jill com seu suposto noivo não passavam de edições feitas num programa de computador.

A 'loucura' de Jill Sharp durou quatro anos, até que amigos desconfiaram da existência de seu noivo, já que ele jamais aparecia nos encontros reais. Todos o conheciam apenas por fotos na internet. Ao vasculharem um pouco mais na internet, a verdade acabou sendo revelada e o 'noivado virtual' de Jill chegou ao fim.

Jill cria noivo 'fake' e engana amigos por 4 anos

Sharp criou um perfil falso de um jovem rapaz e passou a enganar as pessoas com seu relacionamento fictício. Ao criar um noivo 'fake' e um perfil fictício, seu novo noivo também precisaria de um nome e de fotos. Ela então resolveu batizá-lo de Graham Mcquet, por achar o nome bonito. A partir daí, seu plano era buscar fotos de alguém na internet (stalkear algum perfil masculino no Facebook) para alimentar a rede social de seu noivo.

O próximo ato de sua mentira era mudar seu status de relacionamento no Facebook [VIDEO]. Ao fazê-lo, Sharp chegou a receber felicitações em sua rede social de seus amigos, por 'desencalhar'.

Jill até podia não dominar a arte do amor, mas conhecia tudo sobre Photoshop. Para tornar sua história ainda mais real, ela publicou fotos dos dois em uma suposta viagem para comemorar o noivado.

As fotos, que podem ser vistas abaixo, demonstram a 'loucura' que vivia a especialista em edição de fotos.

Amigos desconfiaram que 'Homem do Photoshop' nunca aparecia em 'carne e osso'

Jill sempre era cobrada sobre a presença de seu noivo em reuniões familiares e de amigos, mas Mcquet nunca era visto pessoalmente.

Alguns colegas e amigos de Sharp começaram a desconfiar da situação e do suposto noivado. Diante da desconfiança, os amigos começaram a pesquisar e encontraram o perfil verdadeiro de Graham. Seu nome era Alexander. Toda a farsa cairia por terra.

Alexander, até então, nunca desconfiou sobre ter sido stalkeado. Por sorte dele, sua verdadeira namorada, Marianne [VIDEO], a da direita na foto da matéria, descobriu a história junto com ele. Imagine se ela se depara com as fotos de seu namorado ao lado de outra mulher sem o contexto real?

Alexander, ao saber da perseguição, ficou chocado com a atitude de Jill Sharp e abriu, contra ela, um Boletim de Ocorrência. O caso foi parar na Justiça e a mulher pode ser condenada pelo crime de perseguição virtual.

Gostou? O caso aconteceu de verdade! Comente!