Assim como a letra completa da música ''Evidências'', da dupla sertaneja Chitãozinho e Xororó, certas lendas urbanas nascem entranhadas no DNA do brasileiro [VIDEO]. Você pode até não ser da época do chupa-cabra, mas com certeza já ouviu falar deste monstro quase folclórico que ''tocava o terror'' pelo país, atacando animais de fazenda, sobretudo cabras, e sugando todo o seu sangue por pequenos orifícios no pescoço.

Relembre essa e outras lendas urbanas brasileiras abaixo:

O ET de Varginha

No começo de 2016, o famoso caso do ET de Varginha completou 20 anos, sem que ninguém tenha entendido direito o que aconteceu na madrugada de 20 de janeiro de 1996.

Alguns dias antes, na zona rural de Varginha (MG), Oralina de Freitas ouviu um barulho nos terrenos de seu sítio, por volta da 1h da manhã.

O gado corria desenfreado, o que fez com que ela e o marido saíssem na janela para averiguar. Avistaram, então, um objeto cinza passando no céu, soltando fumaça. ''Não havia luzes, nem qualquer som'', disse Oralina.

No dia 13 de janeiro de 1996, Carlos de Souza, que tinha ido a Minas para fazer de um voo de ultraleve, também avistou o tal objeto voador, que parecia estar caindo. Carlos achou que se tratava de um dirigível e entrou em uma estrada vicinal para ver o que ocorrera e talvez ajudar quem quer que estivesse ali. O rapaz ficou surpreso ao notar que o Exército e a Polícia Militar cercavam os destroços do objeto caído.

A partir dessa data, moradores de Varginha passaram a avistar um estranho animal nas redondezas, até que, no dia 20 de janeiro o ser foi visto por três garotas e teria sido capturado pela Polícia Militar.

Marco Eli Chereze, o policial que teria capturado a criatura sem usar luvas, morreu dias depois no hospital, com uma infecção generalizada que não pode ser combatida com nenhum antibiótico conhecido, já que o sistema imunológico do rapaz parecia ter desaparecido.

O chupa-cabra

Os primeiros ataques da criatura misteriosa batizada pelo nome de ''chupa-cabra'' ocorreu em Porto Rico. Cabras foram encontradas mortas com perfurações no tórax e no pescoço e todo o sangue de seus corpos drenado, em março de 1995.

Durante os meses seguintes, ataques semelhantes passaram a ocorrer em diversos países da América Central e América do Sul, incluindo, é claro, o Brasil [VIDEO]. Segundo indivíduos que afirmaram ter visto a criatura, os ataques ocorriam sempre à noite, entre as 19h e às 4h da manhã.

Além de cabras, outros animais como galinhas, cães, vacas e ovelhas também foram atacados.

Sobre a aparência do bicho não existe um consenso. Alguns aspectos descritos por aqueles que contam ter visto o ser, no entanto, são unânimes: o chupa-cabra seria bípede e possuiria uma estrutura corporal forte e bestial, com algumas características humanoides e olhos vermelhos. Por outro lado, algumas pessoas descreveram o chupa-cabra como um ser alado, semelhante a um morcego.

Diversas teorias surgiram para tentar explicar de onde teria saído essa assustadora criatura. Para alguns, o chupa-cabra seria uma espécie de animal alienígena, enquanto que, para outros, a criatura seria um ser humano submetido a testes do governo dos Estados Unidos.

O Opala preto

Esqueça os alienígenas e as teorias da conspiração! A lenda urbana a seguir não é sobre ETs ou criaturas misteriosas, mas sobre uma assombração que perseguiria motoristas no Túnel Rebouças, no Rio de Janeiro.

Conta a lenda que, em 1974, um dos maiores bandidos do Rio, Ubiratã Carlos de Jesus Chaves, conhecido como Carlão da Baixada, fugindo de um crime, roubou um Chevrolet Opala SS preto e, durante a perseguição, colidiu com um Fusca, que levava uma família.

Ninguém sobreviveu ao acidente e, desde então, os motoristas que passam pelo local de madrugada afirmam que a assombração do Opala preto persegue os carros através do túnel até causar um acidente.

Mas calma! Existe um jeito de evitar a assombração: a lenda conta que se o motorista perseguido rezar pela alma de Carlão, o Opala perde velocidade e desaparece. Na dúvida, uma reza não mata ninguém.

A noiva da estrada

E se você ainda não ficou suficientemente assustado(a) com a lenda do Opalão preto, aqui vai mais uma lenda urbana sobrenatural famosa no Brasil: a noiva da estrada. Essa moça estava de casamento marcado e, dias antes do casamento, foi até a cidade vizinha buscar seu vestido de noiva. Na estrada, um caminhão colidiu com o carro em que ela viajava, matando a jovem noiva.

A lenda conta que o espírito da jovem ficou tão amargurado por não conseguir realizar o sonho de casar-se que não conseguiu desprender-se do plano material. Desde então, motoristas afirmam ver uma jovem vestida de noiva pedindo carona na estrada onde teria ocorrido a morte da jovem. A lenda não conta em que local ocorreu o incidente.