Traições acontecem a todo tempo e isso é algo que não podemos negar, segundo pesquisas mais de 70% das pessoas traem ou já traíram pelo menos uma vez na vida. Apesar ser associada à falta de caráter, quem trai raramente tem a intenção de magoar ou prejudicar o outro. O ato, muitas vezes, está mais associado a uma necessidade pessoal do que a uma falha no caráter do indivíduo.

Há quem diga que a infidelidade pode ser uma questão comportamental hereditária ou até mesmo um meio de defesa, apesar de todos os estudos realizados sobre este tema o que leva alguém a trair ainda é um mistério, muitos acreditam que a traição é algo injustificável, porém os motivos apresentados são o que farão você avaliar a situação e tomar uma decisão sobre o que será feito a partir dai.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Relacionamento

Traição

O psicólogo e especialista em relacionamentos John Gottman afirma que existem dez comportamentos que podem ser considerados como infidelidade.

Envolvimento condicional

Não estar envolvido na relação e mesmo que não chegue às vias de fato continuar flertando com outras pessoas.

Intimidade sem relações sexuais

Manter contato íntimo com outro alguém, trocando confidências escondido do seu parceiro.

Mentiras

Mentir frequentemente para contornar as situações e evitar discussões;

Pacto contra o companheiro

Se reúne com alguém com frequência única e exclusivamente para criticar e denegrir a imagem do parceiro.

Indiferença

Não identificar ou não se importar com o que o seu parceiro precisa emocionalmente falando também pode ser considerado um tipo de traição.

Desinteresse sexual

Perder o interesse sexual pelo parceiro e não se esforça para mudar a situação.

Falta de respeito

Ser indiferente, desrespeitoso e grosseiro sem se preocupar com como outro irá se sentir frequentemente segundo John é um tipo de infidelidade.

Egocentrismo

Não enxergar o outro como parte do relacionamento e apenas suas vontades prevalecem e importam.

Ser injusto

Tomar todas as decisões sem levar em conta a opinião do outro ou acusar o outro de algo sem provas.

Não ter palavra

Prometer e não cumprir ou pior, romper algum acordo do casal sem consultar o parceiro.

Por que as pessoas traem?

Embora não se saiba exatamente o que leva o individuo a trair, existem algumas hipóteses que podem servir como motivação.

Autoafirmação

Pessoas inseguras e com baixa autoestima buscam se sentir desejadas por outras pessoas e encontrão na infidelidade uma maneira de fazer isso;

Hereditariedade

Está totalmente ligada ao convívio familiar, algumas pesquisas revelam que pessoas que crescem em lares que a infidelidade e as mentiras são coisas frequentes tendem a reproduzir esse comportamento durante sua vida.

Recompensa

Alguns enxergam o relacionamento extraconjugal como uma forma de recompensar algo que deu errado na relação com o companheiro.

Medo de terminar

Não parece, mas isso é algo comum, às vezes uma das partes não está mais satisfeita com a relação, porém, por algum motivo, não coloca um ponto final e opta por uma relacionamento com terceiros.

Falta de afeto

A falta de afeto durante a infância [VIDEO]faz com que a pessoa não saiba como se comportar em uma relação amorosa e não aprenda a valorizar esse tipo de relação.

Fugir das responsabilidades

Geralmente pessoas superprotegidas e mimadas não sabem lidar com as responsabilidades que o casamento pode trazer e encontrão na traição um modo de fugir disso, já que em relações extraconjugais não é exigido nenhum tipo de compromisso.

Necessidade

Algumas pessoas são sexualmente insaciáveis, e traem pela necessidade de ter novidades na cama.

Superando uma traição

Infelizmente, não existe uma formula mágica para superar uma situação tão delicada, superar isso requer mais que engolir o orgulho e perdoar, para isso é necessário entender a motivação do outro e desapegar das dores emocionais que isso pode trazer e só então você conseguira tomar a difícil decisão de seguir em frente ou tentar ajudar o outro a evoluir.