Sua cabeça nesse momento deve estar girando! São muitas perguntas e dúvidas. Fora a angústia e o medo. Afinal, como contar para seus pais que você é gay? Se assumir para a família não é uma tarefa fácil. Vamos a algumas dicas:

1- Você está certo quanto a sua homossexualidade?

Talvez você não tenha tanta certeza quanto a isso. Nesse caso é melhor esperar mais um pouco. Jamais se assuma diante de seus familiares demonstrando revolta. Você tomou uma decisão superimportante de contar a todos. Então, esse momento precisa ser planejado.

2- Como “sair do armário?”

Fazer amizade com pessoas que já se assumiram é o primeiro passo.

Troque informações, pergunte como elas se assumiram, como vivem, se viram alguma vantagem em “sair do armário”. Vá a lugares frequentados por homossexuais e faça novos amigos. Nada de fazer “coisas” que você possa se arrepender.

3- Você está satisfeito com sua opção sexual?

Você acha que está errando, que sentir atração pelo mesmo sexo é pecado, tem momentos de tristeza e se sente culpado? Uma coisa de cada vez. Primeiro resolva esses problemas. Antes de jogar limpo com a família, é bom que você se assuma em outros lugares. Você precisa estar muito seguro em relação a sua opção sexual para enfrentar tudo o que virá pela frente.

4- Conte com o apoio de alguém próximo

Nunca se sabe a reação dos familiares. É muito importante que você tenha um parente próximo, ou um amigo para que esteja com você na hora da conversa com seus pais.

A reação deles pode ser imatura e alguém para acalmar a situação seria muito bom. Essa pessoa também vai poder lhe dar o apoio psicológico que você com certeza vai precisar.

5- Prepare-se para dar boas respostas

Você sabe o que vai argumentar? Prepare-se para muitas perguntas. A maioria das pessoas tem cisma ou até mesmo odeia gays. É muita gente desinformada! Você vai precisar saber dar as respostas exatas a essas pessoas ignorantes e leigas no assunto.

6- Qual a melhor hora de revelar a família?

Você tem certeza que uma revelação como essa pode desestruturar sua família, que não vão lhe aceitar. Nesse caso, é melhor continuar no anonimato. Continue fingindo que você não é, e eles vão fingir que não sabem de nada. Mas se o que você acha é que eles vão lhe apontar, lhe julgar e depois aceitar numa boa, opte por um momento em que a família esteja em ótima fase e em paz. Ou sem que tenham passado por problemas recentes como perdas, por exemplo.

Deixe claro que nada vai mudar em relação a vocês.

E que você ter revelado sua homossexualidade [VIDEO] vai deixá-lo aliviado por não precisar mais esconder isso deles. Diga que você não vai decepcioná-los, que você não vai viver na promiscuidade.

7- Você depende financeiramente de seus pais?

Você é dependente dos seus pais? Talvez o melhor momento para conversar com eles seja quando você tiver condições de arcar com suas despesas. Quando você tiver seu salário e morar sozinho. Se você realmente quer contar tudo, mesmo ainda morando com eles, não permita ser posto para fora de casa, ou que venham a lhe punir. Ser gay não é crime e muito menos é uma doença. Exija respeito.

8- Ser paciente é primordial

Seus pais não desconfiam que você seja gay? Sua família é super-religiosa e conservadora? Só mesmo o tempo para que eles se acostumem com a notícia. E isso pode demorar. Se quer manter um bom relacionamento com sua família, o melhor é fugir de um papo que possa aflorar a ira deles. Não comente sua vida pessoal. Se quiser levar um amigo gay ou lésbica até sua casa, faça isso só se for para melhorar a convivência de seus pais com você. Caso contrário, melhor não!

9- Não escolhemos em qual família nascer

Toda sua paciência chegou ao fim e você já não vê mais nenhuma maneira de convencê-los. Eles são incapazes de amá-lo e aceitá-lo depois que revelou que é gay. Você não tem mais argumentos. Ser feliz é o que importa! Você não tem que agradar a ninguém. Não deixe de viver o que escolheu para você por conta da indiferença das pessoas.

O errado não é você! Se sua família se recusa a lhe aceitar como gay, então, vá em busca de seus amigos. Se aproxime de pessoas que lhe queiram bem e lhe compreendam. Vai doer cortar os laços e o cordão umbilical, mas é preciso dar o primeiro passo. Não fale mal deles e procure não perder o contato. Procure sempre notícias de seus pais e dê notícias suas. Fora do lar já tem muita gente intolerante que você também vai ter que enfrentar.

10- Ser homossexual não faz de você um criminoso

Todos nós temos direito à felicidade! Você não é a única pessoa na face da terra a sentir atração por pessoas do mesmo sexo. Tem um homossexual em cada quatro famílias. Vivemos em um mundo preconceituoso. Muitas pessoas abriram mão de sua felicidade, deixaram de ser elas mesmas por conta do que os outros vão pensar. O mais importante nessa vida é ser quem você é, e o que pensam ou vão falar é o que menos importa.