Ir ao ginecologista para um check-up é o primeiro passo a ser dado. É importante investigar com alguns exames se não tem alguma infecção genital que possa estar impedindo que ocorra a gravidez. O cigarro e o álcool são prejudiciais e podem impedir que o embrião se desenvolva. São vícios que também podem causar o aborto.

Alguns métodos podem ser adotados para que a taxa de fertilidade seja aumentada e com isso aconteça a gravidez. Saber o período fértil vai facilitar bastante para o investimento no contato com o parceiro. Veja agora cinco dicas importantes que ajudam a engravidar rápido:

1 - O contato íntimo precisa acontecer no período fértil

Anote em uma agenda os dias da menstruação para ter um maior controle.

É preciso calcular exatamente quais os dias melhores para que engravide. Para engravidar, o contato íntimo precisa ser no período fértil, que tem a durabilidade de mais ou menos 7 dias e ocorre no meio do ciclo menstrual.

Não é necessário ter relação todos os dias, mas é bom que seja em dias alternados e exatamente dentro desses 7 dias do período fértil. Para mulheres [VIDEO] com mais de 35 anos, investir na relação sexual 3 dias antes do dia fértil facilita para engravidar.

O uso de lubrificante vaginal vai poder ajudar muito durante o contato íntimo nos dias do período. Composto de íons de cálcio e magnésio, aposte nesse produto que vai ajudar no aumento da fertilidade, além de favorecer a gravidez, também normalizam o pH vaginal.

2 - Alimentação é um fator importante

Para melhorar o funcionamento de todo o corpo, é importante uma alimentação variada e com bastante nutrientes.

Para que a gravidez aconteça rápido, é necessário consumir óleo de girassol, grão-de-bico, gérmen de trigo, ovos e leite. Eles são ricos em zinco, vitaminas do complexo B e vitamina E. Ajudam no sistema hormonal, acelerando o processo para uma gravidez.

Os alimentos ricos em ácido fólico não podem ficar de fora, são primordiais para que o bebê tenha uma formação perfeita evitando que ocorra mau fechamento do tubo neural. Nada de fast food, biscoito ou salgadinhos. Troque-os por um bom prato de comida.

Pão, arroz e massa devem ser evitados durante o período fértil. Eles colaboram para a alteração do pH da vagina. Coma sempre pão integral e frutas de vários tipos, embora contenham carboidratos, possuem nutrientes que não podem faltar para a boa saúde da mãe e de seu bebê.

3 - Após a relação, pernas para o alto

Por aproximadamente 15 minutos e sem se limpar, a mulher deve ficar deitada com a barriga virada para cima e as pernas para o alto. Essa posição é para que os espermatozoides tenham facilidade de entrada para um encontro com o óvulo.

Esse fato nunca foi comprovado por cientistas, mas não é difícil de fazer e vale a pena tentar.

4 - Faça exercícios físicos

Os exercícios físicos são grandes colaboradores para melhorar a circulação sanguínea. Diminuem o estresse e ansiedade e controlam os hormônios, além de ajudar a produzir mais espermatozoides e aumentar a produção.

É importante praticar 30 minutos de exercícios por dia, sendo possível o aumento da frequência cardíaca. Fazer 2 ou 3 vezes por semana, durante 1 hora. Para ter prazer em praticar os exercícios, é bom escolher os que mais têm facilidade e gosta de fazer, para que não se torne uma coisa chata.

5 - O problema de infertilidade pode estar no homem

Essas dicas foram seguidas à risca, foi um ano de tentativas e não foi possível engravidar. É necessário consultar um médico para que seja investigado o motivo dessa dificuldade.

Vale lembrar que existem outras opções para ter um bebê, como a indução da ovulação ou fertilização in vitro. O médico deve avaliar o casal. Em 50% dos casos, o problema de infertilidade está no homem.